Um dia antes da votação que decidirá pelo habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [VIDEO] (PT), o ministro do Supremo Tribunal Federal (#STF), Gilmar Mendes [VIDEO], afirmou que o resultado da decisão, independente se for favorável ou contrário ao ex-presidente, pode gerar uma “pacificação no Brasil”. As informações foram veiculadas pelo jornal Folha de S. Paulo.

Falando nesta terça-feira, dia 3, durante o 4º Fórum Jurídico de Lisboa, em Portugal, Mendes afirmou que o fato do país ter um ex-presidente condenado é algo “muito negativo para o Brasil”. O ministro afirmou que o país está “fazendo seu dever de casa” e “cumprindo seus compromissos internacionais de combate a corrupção”.

Para Mendes, o resultado da sessão do STF desta quarta-feira, dia 4, pode ajudar a estancar as feridas políticas do país, notoriamente dividido desde as jornadas de junho de 2013 e do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2016. Segundo o ministro, independente do resultado da votação desta quarta, “haverá uma pacificação no Brasil”.

Mendes também apontou para o fato de que #Lula se apresenta como candidato a presidente e lidera as pesquisas de intenção de voto, afirmando que a situação representa um “componente mais grave” para o que chamou de “tensão política”.

O ministro voltará a Brasília ainda nesta terça-feira. #gilmar mendes