Um áudio que está circulando pelo aplicativo de mensagens WhatsApp tem tirado o sono e a tranquilidade de muitas pessoas pelo país a fora. A notícia que vem sendo disseminada pelas redes sociais vem causando pânico e preocupação na população. Segundo o áudio um vírus mortal chegou ao Brasil e a doença causado pode acarretar morte rápida em quem contrair a enfermidade.

A notícia assustadora afirma que um vírus chamado H2N3, já estaria circulando pelo país e que a OMS (Organização Mundial de Saúde) seria contra a divulgação para evitar que a população ficasse alarmada.

De acordo com a mensagem, o tal vírus mortal seria uma mutação do influenza A H1N1. O áudio ainda diz que, além da morte rápida, a vacina oferecida atualmente pelo governo não teria proteção contra a nova variação da doença.

A mensagem relata que já teria mortes registradas em Goiás por causa do vírus mortal e diz ainda que existem mais de 70 casos sob investigação. O áudio vem sendo replicado e diz que na cidade de Rio Claro, no estado de São Paulo, um casal teria morrido depois de ter sido infectado pela doença.

De tempos em tempos, notícias falsas acabam sendo divulgadas e muitas pessoas, acreditando se tratar algo sério, começam a compartilhar no intuito de estar ajudando o próximo.

No entanto, o áudio que vem sendo divulgado afirmando que existe uma mutação do vírus influenza chamado H2N3 não é verdadeiro, inclusive ele sequer existe. De acordo com os dados levantado pela OMS, no ano passado circulou pelo país o vírus influenza A H3N2.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Saúde

Ainda segundo a Organização Mundial de Saúde, o casal da cidade de Rio Claro teria morrido devido ao vírus H1N1. Essa informação sobre a morte do casal foi confirmada após a realização de exames que foram feitos pelo Instituto Adolfo Lutz. As mortes ocorridas no estado de Goiás também foram ocasionadas pelo vírus do H1N1.

O Ministério da Saúde já confirmou que não existe nenhum vírus H2N3 e que os vírus que estão circulando pelo país atualmente são o influenza A H1N1 pdm09, A/H3N2 e também o influenza B.

Vírus H3N2

De acordo com informações do especialista Alberto Chebabo, do hospital universitário da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), a nomenclatura utilizada para identificar a doença é apenas uma invenção que acaba gerando grande pânico na população. O infectologista ainda afirmou que o vírus existente é o H3N2.

Chebabo ainda afirma que o boato pode ter alguma relação com o surto ocorrido recentemente nos Estados Unidos.

A vacina administrada no país já contempla a mutação do vírus, sendo dessa forma eficiente.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo