Responsável pela segurança de Brasília, A SSP-DF (Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal) informou que espera que cerca de 20 mil pessoas compareçam à #Esplanada dos Ministérios nesta quarta-feira, dia 4, para protestar pela liberdade ou prisão do ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva (PT).

Os grupos pró e contra Lula estarão reunidos no local [VIDEO] para acompanhar a sessão do Supremo Tribunal Federal (#STF) que decidirá se aceita ou não o pedido da defesa pelo habeas corpus de Lula, condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Para manter a ordem, os órgãos de segurança da capital federal montaram um esquema especial, dividindo a Esplanada dos Ministérios em duas áreas, como ocorreu durante o julgamento do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2016.

A ideia é evitar confrontos entre os grupos políticos de diferentes ideologias.

A Polícia Militar (PM) anunciou que montará pontos de revista no local. Fogos de artifício, sprays, bonecos infláveis grandes e produtos inflamáveis estão proibidos no local. Cada lado da manifestação foi autorizado a levar três carros de som previamente registrados.

Os atos contra e favor do ex-presidente Lula já começaram nesta terça-feira, dia 3, quando manifestantes se reuniram em diversas cidades do Brasil para protestar. Favoráveis à prisão do líder petista, grupos como o MBL e o Vem Pra Rua convocaram manifestações que pedem que o ex-presidente seja preso de forma imediata. Já apoiadores de Lula realizam vigílias pela liberdade do ex-líder sindical.

Lula esteve no Rio de Janeiro nesta terça-feira, dia 3, quando se reuniu com militantes e aliados no Circo Voador.