De acordo com algumas informações, o Exército Brasileiro irá coordenar um curso para reciclagem de mais de 100 policiais militares que estão atuando na área da Vila Kennedy, local onde ocorrem as primeiras ações do gabinete de intervenção federal.

O porta-voz do Exército, identificado como coronel Carlos Cinelli, informou por meio de nota que o objetivo desse projeto é dar continuidade a um treinamento que a polícia militar do Rio de Janeiro não consegue oferecer no momento por falta de recursos.

Com esse treinamento, os policiais irão ficar mais preparados para combater as guerras urbanas que ocorrem diariamente na cidade.

''A gente não estamos estamos aqui para substituir o trabalho da Polícia Militar. Estamos apenas auxiliando os militares com o preparo de logística e instrução'', informou o coronel do Exército. Ainda sobre o caso, disse: ''Esse projeto é para ajudar os policiais militares. É como um atleta que se encontra forma que recebe um treinamento para recuperar o seu condicionamento físico''.

Repercussão

Pelo fato desse caso não ser algo tão comum, alguns cariocas estão um pouco apreensivos com esse tipo de treinamento por parte do Exército. Pelas redes sociais, muitas pessoas aprovaram essa ideia, informando que os policiais estarão mais preparados para combater a criminalidade na cidade que vem crescendo de uma forma avassaladora.

Rio de Janeiro

Uma mega operação foi realizada pela Polícia Civil no incio da manhã desta sexta-feira (13). Essa operação tinha a intenção de cumprir alguns mandatos de prisão e desarticular algumas quadrilhas que estavam crescendo na cidade.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Cerca de de 74 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão estavam previstos. A polícia conseguiu prender apenas 30 suspeitos. Os policiais estavam planejando essa operação há alguns meses. Estavam investigando as comunidades de São Simão, Caixa D’água e Morro Azul, em Queimados, na Baixada Fluminense. Todas são dominadas por criminosos que usam um alto poder de fogo para o tráfico.

De acordo com a própria polícia, essas operações não tem hora e nem dia para terminar. O intuito é remover todos os maus elementos das comunidades cariocas do Rio de Janeiro.

Mesmo com homens do Exército brasileiro nas ruas do Rio, a criminalidade ainda continua aumentando. Dessa forma, diversas alternativas estão sendo tomadas, para que esse índice de criminalidade abaixe na cidade.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo