Um crime hediondo deixou em choque a população de Bariri, localizada no interior de São Paulo, a aproximadamente 322 km da capital paulista. O prefeito do município foi preso por sequestro e estupro de uma garotinha de apenas 8 anos de idade. Entenda o caso.

Sequestro e estupro

De acordo com o portal de notícias online o delegado responsável pelo caso e que efetuou a prisão em flagrante do prefeito, informou que o prefeito Paulo Henrique Barros de Araújo (PSDB), confessou o sequestro e estupro da menina, o crime aconteceu no sábado (21).

Segundo a família da vítima, a menina relatou os momentos de terror que passou nas mãos do prefeito, quando ele abordou a criança se passou por um policial para ganhar a confiança da garota e afirmou que havia um ladrão perigoso agindo no bairro e que ele estava incumbido de levá-la em segurança para casa.

Vizinhos perceberam que a garota estava conversando com um estranho e ao verem a menina entrar no carro avisaram a família e acionaram a Polícia Militar imediatamente. A garotinha saía todas as manhãs para comprar pão em um estabelecimento perto de sua casa no bairro José Regino, em Bariri.

Algumas horas mais tarde, a vítima foi encontrada na Zona Leste da cidade de Bauru, pelo empresário Luis Henrique Souza, que junto com a esposa avistaram a menor chorando e caminhando pela rua, eles pararam próximos da criança e a mulher perguntou se ela estava bem.

A menina então disse para o casal que um homem havia levado-a para o mato, ela estava amedrontada e desorientada, Luis e a esposa colocaram a menor no carro e a levaram para casa, onde a família aflita aguardava por notícias da pequena.

Ainda segundo informações, a vítima conseguiu fugir quando o carro do prefeito caiu em uma vala na zona rural.

Prisão

Segundo informações da polícia, o prefeito foi encontrado perambulando no Vale do Igapó sem camisa e visivelmente alterado. Ele reagiu à prisão e entrou em luta corporal com os policiais militares. O tenente da PM Michel Pietro que comandou a procura pela garotinha revelou que sua equipe teve dificuldades para conter o político, mas depois de ser dominado levou os policiais até onde o carro estava escondido.

No interior do veículo a polícia encontrou um cigarro de maconha e a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) de Paulo Henrique, que já estava vencida desde outubro de 2017.

Hospital

A vítima e o autor do crime foram encaminhados para UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Bela Vista, onde passaram por exames. O laudo para concluir se houve estupro deverá ficar pronto em até 30 dias.

Delegacia

A criança e sua família, assim como o prefeito foram levados para a delegacia da cidade onde foi lavrado o flagrante de estupor de vulnerável. Em frente à delegacia familiares, amigos e populares fizeram um protesto pedindo por justiça.

Na audiência de custódia que foi realizada na manhã deste domingo (22), Paulo Henrique negou que tenha estuprado e sequestrado a garotinha. Mesmo diante da negativa ele teve a prisão preventiva decretada e foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Bauru (CDP).

Mais um caso de Violência sexual contra crianças nos deixa perplexos, esperamos que as investigações sejam concluídas e que a justiça seja feita.

Violência contra mulher no Brasil

Uma em cada três mulheres sofreu algum tipo de violência no Brasil em 2016. Só de agressões físicas, o número é alarmante: 503 mulheres brasileiras vítimas a cada hora.

Infelizmente em nosso país acontecem aproximadamente 12 assassinatos e 135 estupros por dia.

Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!