Enquanto a greve dos caminhoneiros chega ao 9º dia consecutivo [VIDEO] com paralisações em estradas e rodovias do país, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) divulgou nesta terça-feira, dia 29, uma série de medidas que sugere para que a crise da alta do preço dos combustíveis [VIDEO] no Brasil seja solucionada ou suavizada.

Entre as propostas, o Cade sugere a criação de postos de autosserviços, onde os motoristas possam abastecer os próprios automóveis sem frentista, diminuindo os custos de operação. O Cade também sugere que as distribuidoras possam importar combustíveis , além da revisão da lei que impede que refinarias e distribuidoras possuam postos de gasolina.

Outra ideia é a de que produtores de álcool possam negociar diretamente com os postos, cortando o intermediário e afetando no preço final do etanol. Além disso, o Cade também sugere que o Governo reveja a tributação sobre os combustíveis, buscando baratear o produto para o consumidor final.

As sugestões surgem no momento em que a greve dos caminhoneiros contra a alta do diesel paralisam o país, gerando uma crise de abastecimento de combustíveis e mercadorias. Apesar de ter anunciado um pacote de medidas no último domingo, dia 27, o governo ainda vê grande parte das rodovias e estradas do Brasil sofredo com bloqueios, e a situação começa a gerar grande insatisfação na população. Nos bastidores, o presidente Michel Temer (MDB) e seus aliados temem que a crise tome proporções ainda maiores e prejudiquem o governo ainda mais.