Uma prática criminosa bastante comum nas grandes metrópoles brasileiras está assustando moradores da pequena cidade de Santa Inês, a cerca de 250km de São Luís, no estado do Maranhão. O modus operandi é semelhante ao praticado nas grandes cidades. Dois homens chegam em uma motocicleta e param na frente de um estabelecimento comercial ou próximo a pessoas que caminham no meio da rua. A pessoa que está na garupa da moto desce e, com uma arma em punho, anuncia o assalto.

Nesta terça-feira (22), um mercadinho no bairro da Palmeira foi o alvo dos bandidos.

O assalto aconteceu às 19h42 desta terça-feira. Pelo menos três câmeras de segurança registraram toda a ação criminosa. As imagens mostram o momento em que o condutor da moto para o veículo, rapidamente, na frente do comércio. O garupa desce e entra no estabelecimento. O motociclista segue e faz a volta poucos metros depois e retorna para esperar o comparsa.

Enquanto isso, do lado de dentro do mercadinho, o proprietário é rendido pelo assaltante que usa uma arma de fogo. A arma é apontada em direção ao dono do estabelecimento que, no momento, operava o caixa da empresa. O bandido exige dinheiro. O operador abre a caixa registradora e retira o que tem dentro e entrega ao assaltante. Antes de sair, o bandido ainda pega algo na prateleira, possivelmente um carteira de cigarros.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Curiosidades

Ele enfia o dinheiro e esse objeto no bolso da frente da calça e deixa o local caminhando. Do lado de fora ele se dirige até o comparsa que o aguarda com o motor da moto ligado, sobe no veículo e a dupla foge. Observe, no vídeo, que o condutor usa capacete e não o retira durante ação. Já o garupa, usando apenas boné, entra e sai do estabelecimento "com a cara limpa". Toda a ação durou menos de um minuto.

A quantia levada não foi revelada.

As polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal têm intensificado o trabalho na cidade de Santa Inês na tentativa de conter o crescimento de casos dessa prática criminosa e todas as outras. Muitos suspeitos são presos - geralmente com motocicletas que haviam sido roubadas exatamente para a prática de assaltos -, ficam à disposição da Justiça e poucos dias depois, muitos voltam para as ruas e boa parte retorna ao mundo do crime e são, novamente, detidos.

Um ciclo perigoso que põe a população de Santa Inês em risco e alerta absoluto.

Talvez não seja tão absurdo dizer que, em Santa Inês, quem ainda não foi assaltado certamente conhece duas ou três pessoas que já passaram por essa situação. O que é lamentável e revoltante. As orientações policiais é que as pessoas evitem andar em ruas pouco movimentadas, principalmente à noite; e, caso seja extremamente necessário passar por vias assim, evitem usar objetos de valor que chamem a atenção de bandidos (como celulares, jóias e relógios).

Até o momento da publicação dessa reportagem, nenhum dos homens que aparecem nas imagens havia sido preso.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo