A greve dos caminhoneiros provoca um cenário caótico nas maiores cidades do Brasil, que remete ao filme pós- apocalíptico ‘’Mad Max’’, que estreou nos cinemas na década de 1980, onde a lei e a ordem começa a ruir, a falta de combustíveis e alimentos provoca uma guerra entre gangues ávidas pelo poder, que promovem verdadeiras caçadas humanas.

Mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas pela população diante do desabastecimento dos supermercados, falta de combustíveis nos postos, transporte público precário, hospitais com cirurgias adiadas, falta de medicamentos, voos cancelados, feiras vazias, portos paralisados, frigoríficos fechados, animais sendo sacrificados por falta de ração, entre outros efeitos colaterais, a população se mostra a favor da paralisação dos caminhoneiros.

Os motoristas que recebem ajuda de moradores das mais diversas regiões do Brasil, como, por exemplo, refeições, kits de limpeza, agasalhos, água etc. Sendo assim, o movimento dos caminhoneiros, que entra no 8º dia nesta segunda-feira (28), ganhou força e eles se tornaram a voz de um povo oprimido diante de uma política econômica que promoveu a retração do crescimento do país, causando um alto índice de desemprego.

Outras categorias também demonstram apoio à greve. Proprietários de vans escolares, motoristas de aplicativos e motoboys também fazem manifestações em várias cidades do Brasil.

Temer é ignorado

O presidente Michel Temer veio a público, nesse domingo (27), através de um pronunciamento, afirmar que a pauta de solicitações dos caminhoneiros foi viabilizada pelo Governo, ou seja, as reivindicações foram aceitas, entre elas, redução do preço do óleo diesel, pedágio, valor mínimo do frete etc.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo

Mas a palavra de Temer diante da categoria que está em greve não tem muito valor, tanto que os caminhoneiros afirmaram só arredam pé das paralisações depois que o preço do combustível cair nas bombas dos postos.

Proposta não agrada a todos

Outra medida que eles aguardavam era a publicação dos termos acordados no Diário Oficial da União, o que foi feito em regime de urgência em uma edição extra que foi publicada na madrugada desta segunda-feira (28).

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) registra manifestações de caminhoneiros no Distrito Federal e em 23 Estados. São eles: São Paulo, Alagoas, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Santa Catarina, Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Sul, Maranhão, Pará, Paraíba, Sergipe, Rio Grande do Norte, Tocantins, Pernambuco, Ceará, Acre, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Roraima e Bahia.

Petroleiros em greve

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) decidiu entrar em greve a partir da meia-noite da próxima quarta-feira (30).

Segundo comunicado emitido na noite de sábado (26), a paralisação deve durar 72 horas.

A categoria pede a redução dos preços de gás de cozinha e combustíveis e a saída de Pedro Parente da presidência da Petrobras.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo