Foi na noite deste sábado (26) que o rei Roberto Carlos decidiu falar sobre a polêmica que vem mexendo com o país no momento, a greve dos caminhoneiros. Em meio ao seu discurso, o cantor mostrou o quanto apoia a categoria e ainda chamou os trabalhadores que manifestam de ‘heróis’. O público que foi assistir ao show do rei o apoiou com aplausos, mostrando, assim, como concordam com tudo que ele disse ali.

As palavras de Roberto Carlos, que foram ditas durante a introdução da melodia ‘Caminhoneiro’, acabaram recebendo muitos aplausos do público que foi assisti-lo em São José do Rio Preto em São Paulo.

Tal canção que se chama ‘Caminhoneiro’ foi composta por ele junto com seu amigo Erasmo Carlos, no ano de 1984. Sua letra narra a história de um caminhoneiro que trabalha muito por todo o país e que sente muita saudade de seu grande amor.

Em seu discurso antes de cantar a melodia, Roberto Carlos disse o quanto respeita todos os caminhoneiros que estão aderindo a greve e ainda, que a causa pela qual eles lutam, não é só deles, mas sim, de todos os brasileiros. Depois, terminou transmitindo um abraço a todos os manifestantes, esses que ele descreveu como: ‘nossos heróis caminhoneiros de todas as estradas’.

O cantor ainda reforçou dizendo que seu show só conseguiu ser realizado, graças aos trabalhadores caminhoneiros que transportam seus equipamentos.

O país parado por sete dias

A greve dos caminhoneiros já dura 7 dias. Neste domingo (27), os atos estão dando continuidade as manifestações que são contra o aumento, dito pelos trabalhadores como ‘abusivos’, em relação ao valor do diesel. Politica de preços que a empresa Petrobras resolveu instaurar desde o ano de 2017 no mês de julho.

Em todo o país, há reflexos da greve. Na maioria dos estados, as filas são enormes em postos onde ainda há combustível. Nos supermercados, os produtos já estão em falta nas prateleiras e os consumidores já estão começando a ficarem preocupados.

Em meio a muitos boatos sobre a greve, surgiu um que foi compartilhado pelo WhatsApp, onde um áudio dizia que a energia ia ser cortada pelo presidente da República, Michel Temer, caso a greve não fosse suspensa pelos caminhoneiros.

Mas para o alívio de todos, a empresa a qual o homem dizia ser diretor, a Elektro, acabou emitindo uma nota, onde desmentia a história.

Neste sábado (26) em entrevista, o ministro de segurança informou que ainda há 566 pontos interditados em rodovias espalhadas pelo país. E ainda deu esperanças, dizendo que haverá uma nova reunião em Brasília neste domingo (27) às 17h, que terá como objetivo, dar um fim nesta paralização dos caminhoneiros.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!