Os celulares irregulares, clonados, não certificados, com Imei (número de identificação do celular) adulterado ou com algum tipo de fraude será bloqueado a partir desta quarta-feira dia (9). O bloqueio começará no estados de Goiás e no Distrito Federal.

Os celulares que foram bloqueados, que também são chamados e piratas, receberam notificações nessa terça-feira (8) com a seguinte mensagem: ”A operadora avisa que este celular com Imei xxxxxx é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares.”

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) já havia decidido fazer esse bloqueio desde novembro passado e que a medida começaria com Goiás e Distrito Federal para fazer um teste para ver como funcionaria o impacto real.

Se você tem alguma dúvida se seu celular é irregular, faça o teste. Digite no aparelho *#06#. Se o número do Imei que aparecer na tela for igual ao número que vem na caixa do celular, fique tranquilo, o aparelho é regular. Caso contrário, há uma grande chance de ser pirata.

Calendário de bloqueio para outros estados

A partir do dia 23 de setembro, as mensagens serão enviadas para os aparelhos irregulares dos estados do Acre, Tocantins, Rondônia, São Paulo, região Sul e para o Centro-Oeste. O bloqueio começará no dia 8 de dezembro.

Logo após vai ser a vez das regiões Norte, Nordeste e Sudeste. As mensagens começarão a chegar para os aparelhos irregulares dia 7 de janeiro de 2019, e o bloqueio começará no dia 24 de março.

Celulares estrangeiros não serão bloqueados

Os telefones comprados fora do Brasil continuarão funcionando normalmente, desde que o celular seja certificado por um organismo estrangeiro equivalente a agência reguladora. Se estiver dentro das normas, fique tranquilo.

Um aparelho só é considerado irregular quando não possui Imei (número de identificação do celular) registrado no banco de dados chamado de GSMA (Associação Global de Operadoras).

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Tecnologia

O chamado IMEI DB é acessado por operadoras, agências reguladoras e fabricantes.

Por isso o, Imei é inserido no celular no país onde vai ser usado. Os aparelhos comprados em outro país não serão considerado irregulares. Apesar deles não serem certificado no Brasil, eles são de fabricantes de uma origem legitima. Os aparelhos legítimos da Xiaomi, Huawei e OnePlus não serão afetados por terem uma marca legítima.

De acordo com a agência reguladora, aparelhos irregulares podem ser perigosos para a saúde do usuário por apresentarem grande quantidade de chumbo e cádmio, não possuírem garantias em relação a limites de radiações eletromagnéticas e utilizarem materiais de baixa qualidade, como baterias e carregadores mais sujeitos a quebras.

Além disso, eles tendem a apresentar problemas de queda de chamadas e falhas na conexão de dados.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo