O Corpo de Bombeiros encontrou, na tarde desta sexta-feira (4), o corpo de um homem nos escombros do edifício Wilton Paes de Almeida, que desabafou em São Paulo na madrugada de terça (1º).

O local havia sido invadido por famílias sem-teto e era ocupado por 171 famílias. Na madrugada de terça, um incêndio destruiu o local, que veio abaixo horas depois. A estrutura não aguentou a alta temperatura.

Cão encontra corpo e deve ser de Ricardo

Ricardo “Tatuagem” era um dos moradores da invasão.

No momento do incêndio, ele ajudou a salvar algumas pessoas, mas ficou preso em um dos andares. Os bombeiros tentavam resgatá-lo quando o prédio desabou.

Um vídeo gravado por um cinegrafista da Rede Globo mostrou o momento em que o prédio desaba e o homem, amarrado a cordas, cai junto. No Twitter, a conta oficial do Corpo de Bombeiros confirmou que o corpo encontrado era de um homem.

“A vítima em óbito foi retirada do local e já foi levada ao Instituto de Criminalística.

Era um homem com diversas tatuagens no corpo e foi localizado com o cinto de segurança utilizado durante a tentativa de salvamento”, postou.

As características não deixam dúvida que se trata de Ricardo, que, inclusive, era chamado de Tatuagem devido aos desenhos que tinha espalhado por todo o corpo. Ele foi encontrado pela cadela Vasty, uma pastora belga.

Além de Ricardo, os bombeiros acreditam que estão embaixo dos escombros Selma e seus filhos gêmeos, além de um casal de sem-teto.

De acordo com dados da Prefeitura de São Paulo, 49 pessoas não foram localizadas.

Essas pessoas estavam cadastradas antes da queda do edifício e não apareceram depois do desabamento. Não é possível confirmar que elas estão soterradas nos escombros.

As pessoas podem ter deixado o local, ido para a casa de familiares e não ter voltado ao Largo do Paissandu para passar pela identificação da Prefeitura.

Os bombeiros continuam trabalhando.

Além dos homens e dos cães que ajudam na busca, há também auxílio de escavadeiras e outras máquinas, que começaram a atuar depois de 48 horas do desabamento, conforme protocolo internacional de segurança.

Veja imagens do trabalho dos bombeiros

Os homens do Corpo de Bombeiros trabalham no local do desabamento desde que foram chamados na madrugada da terça-feira. O trabalho incessante não para desde então.

As imagens estão sendo postadas nas redes sociais do Corpo de Bombeiros. Confira algumas das que foram publicadas no Twitter.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo