A greve dos caminhoneiros por todo o Brasil começa a ameaçar a segurança nacional e beira à calamidade pública. A falta de combustível já é uma realidade em todas as regiões brasileiras e a população já começa a sofrer as consequências desse fato. Um vídeo que está sendo compartilhado nas redes sociais mostra uma briga ferrenha de duas mulheres do Distrito Federal, que estavam em uma grande fila de pessoas que aguardavam a sua vez para comprar o tão difícil combustível em um posto de gasolina.

Publicidade
Publicidade

As duas moças, por razões ainda não esclarecidas, aparecem em troca de murros e jogando objetos em seus próprios corpos.

O público que estava ao redor, alvoroçado, correu para separar a briga, no entanto, a grande maioria não quis sair do seu lugar na fila para não correr o risco de perderem o seu lugar. A situação é crítica e o Brasil, ao que parece, vive um momento de Venezuela, com relação à falta de produtos básicos para a sobrevivência de sua população.

Publicidade

Assista ao vídeo e tire as suas próprias conclusões, caro leitor.:

Entenda a crise dos combustíveis no Brasil

Recentemente, o presidente da República, Michel Temer (MDB), anunciou que as forças militares do Brasil foram autorizadas a prender os caminhoneiros que estão em greve e, também, a apreender os seus veículos que estão nos acostamentos das rodovias de todo o País. A falta de gasolina nos postos, a diminuição da frota de transportes públicos nas ruas de todo o Brasil e o início da escassez de produtos básicos nas prateleiras dos mercados de alimentos e, também, nas farmácias do Brasil, gera um grande alerta para o atual Governo federal – que planejava almejar um nome para concorrer nas eleições desse ano de 2018, que seria Henrique Meirelles.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Governo

O aumento de preço dos combustíveis em todo o Brasil gerou uma greve dos caminhoneiros que já dura cerca de 7 dias, e não tem data para terminar. Temer e a sua equipe de governo, nessa manhã de domingo (27), reuniu-se para tratar do assunto e tentar encontrar uma solução o mais rápido possível, que seria, novamente, ter uma negociação com os líderes do movimento grevista dos caminhoneiros. O presidente, segundo informações, já teria se encontrado com a liderança do movimento e garantido que o preço dos combustíveis seriam reduzidos em breve, porém, alguns vídeos nas redes sociais mostram muitos caminhoneiros negando que houve essa reunião e esse acordo.

O fato é que a categoria dos caminhoneiros já começa a ganhar o apoio de diversas outras categorias e a iminência da paralisação total do País está cada vez mais real.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo