Natural de Santa Catarina, a caminhoneira Aline Ouriques, 28 anos, vem fazendo muito sucesso com postagens em sua conta no Instagram, na qual publica a rotina diária da vida nas estradas. Com isso, ganhou mais de 56 mil seguidores em seu perfil. Em uma categoria completamente dominada por homens, ela costuma publicar diariamente momentos de suas viagens pelas redes sociais.

Com os protestos dos caminhoneiros, a moça ganhou ainda mais destaque e acabou se transformando uma espécie de musa da paralisação.

Por outro lado enganam-se aqueles que enxergam na mulher apenas um rosto bonito, que gosta de chamar a atenção publicando fotos de biquíni pelo Instagram.

Segundo o site TV Foco, em meio à paralisação, Aline seguiu viagem com destino a cidade de Maracaju, no Mato Grosso do Sul, com a intenção de se juntar aos demais colegas. Em uma postagem, Aline disse que está satisfeita com a repercussão que o movimento está gerando. Segundo ela, isso mostra a força que o povo brasileiro tem e acredita que o movimento vai entrar para a história.

Por meio de sua conta no Instagram, a caminhoneira relata o dia a dia das manifestações ao lado dos demais membros do movimento. Ela posta fotos onde aparece dormindo em rede, publica vídeos e assim por diante. A moça também demonstrou o desejo de que a greve tenha fim logo, pois está com saudades de casa. ''Estamos ansiosos para que a greve acabe logo'', postou Aline em uma de suas mensagens pelas redes sociais.

Na tentativa de pôr fim a greve de caminhoneiros, governo anuncia redução de R$ 0,46 no litro do diesel

A redução e R$ 0,46 no litro do diesel foi anunciada na noite desse domingo (27), após uma reunião no Palácio do Planalto, entre o governo e representantes dos grevistas.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Política

No fim da reunião, o presidente Michel Temer anunciou uma medida provisória que isenta de pedágios caminhões que estiverem com o eixo suspenso em estradas federais, estaduais e municipais.

As medidas foram anunciadas em mais uma tentativa de acordo do governo com as entidades representativas dos caminhoneiros. Após o pronunciamento de Temer, o ministro da Secretária de Governo, Carlos Marun, se manifestou sobre o desfecho da reunião.

Ele disse que as medidas anunciadas pelo governo irão causar um prejuízo de R$ 10 bilhões aos cofres públicos.

Marun explicou que esse valor será coberto por recursos do Tesouro por meio de um crédito extraordinário.

Na última quinta-feira (24), o governo já havia anunciado uma série de medidas para atender as reivindicações dos manifestantes e colocar ponto final na paralisação. Entretanto, a proposta não foi aceita pela categoria, que continua em greve. A expectativa é que os bloqueios terminem até o fim desta segunda-feira (28).

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo