Policiais da Superintendência de Investigações Criminais (SEIC) apreenderam, nessa terça-feira (8), um fuzil ponto 50 em São Luís, capital do estado do Maranhão. A arma de guerra vence praticamente todos os obstáculos, desde concreto até placas de aço e foi criada por norte-americanos para neutralizar ataques aéreos e destruir blindados no Afeganistão e Iraque. Agora a Polícia quer saber como uma arma de uso exclusivo das Forças Armadas foi parar no poder da bandidagem na capital maranhense.

Em que circunstância seria (ou foi) usada, os agente da SEIC já têm quase certeza.

De acordo com a Polícia, a apreensão do fuzil nessa terça-feira está diretamente ligada à prisão de um dos maiores assaltantes de carros-fortes das regiões Norte e Nordeste, um indivíduo identificado como Clauton Barbosa Gonçalves.

Ele foi preso no último sábado (5), no município de Santa Luzia do Maranhão. Ainda de acordo com as investigações, Clauton é o líder de uma quadrilha especializada nessa modalidade criminosa e seria dele e de mais duas pessoas, Anilson de Sousa Carlos e Dayane Ribeiro Carlos - também presas em Santa Luzia - a responsabilidade por guardar e transportar o armamento pesado.

A diligência desse fim de semana, que envolveu o Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (DCRIF), da Superintendência Estadual de Investigações Criminais e a Delegacia de Polícia Civil de Santa Luzia, resultou na desarticulação da quadrilha com a prisão dos três suspeitos e a preensão de um arsenal.

As prisões ocorreram no povoado Ferro Velho, na zona rural de Santa Luzia. No interior do imóvel onde eles estavam, os policiais encontraram quatro fuzis calibre 5.56mm, um fuzil AK-47 calibre 762, uma espingarda calibre 28, uma espingarda calibre 12, duas pistolas 9mm, balaclavas (gorros), coldres e muita munição.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

De acordo com a polícia, o arsenal estava enterrado nos arredores da residência ocupada pelos suspeitos. Os policiais apreenderam, ainda, em poder do trio, comprovantes bancários, mais de sessenta mil reais em espécie, uma caminhonete, um carro de passeio, quatro motocicletas e um quadriciclo.

O bando foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Santa Luzia do Maranhão. No entanto, por ser considerado de altíssima periculosidade, Clauton Barbosa Gonçalves foi transferido imediatamente para um presídio federal.

Dando prosseguimento às investigações e depois de um fim de semana com êxito em operação policial no interior, a SEIC conseguiu chegar até o fuzil ponto 50 que estava na capital, São Luís. A Secretaria de Estado da Segurança Pública do Maranhão não informou onde a arma foi encontrada e se alguém foi detido nessa terça-feira, 8.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo