O crime chocou a população maranhense. Um delegado da Polícia Federal assassinado a tiros e facadas, dentro de casa enquanto comemorava, com amigos e parentes, o aniversário da filha de 5 anos. O assassinato aconteceu no fim da noite desse sábado, 5. O corpo do delegado foi sepultado na tarde deste domingo (6), em São Luís.

O sepultamento no Cemitério Parque da Saudade foi marcado por comoção e muitas homenagens a Davi de Farias Aragão.

O jovem delegado trabalhava há mais de uma década na Polícia Federal. Em meio às lágrimas, familiares e amigos clamavam por justiça e lamentavam a perda.

Sobre o Crime

No último sábado (5), às 23h, Davi Farias de Aragão estava em casa, no bairro Araçagy, na grande São Luís, comemorando o aniversário de cinco anos da filha. De acordo com a Polícia Civil, três homens identificados como Wanderson de Morais Baldez, Davi Costa Martins e Leandro (sobrenome não divulgado) pularam o muro, invadiram a residência e anunciaram um assalto.

Inevitavelmente, houve pânico entre os convidados, considerando que os assaltantes estavam armados. Os três homens começaram a roubar objetos das pessoas que estavam no interior do imóvel.

Em um dado momento, os bandidos tentaram entrar em um cômodo no qual estavam as crianças que participavam da festa de aniversário da filha de Davi Aragão. Neste momento, o delegado teria tentado impedir a entrada dos bandidos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Houve um princípio de discussão e empurra-empurra. Uma luta corporal foi travada e a situação ficou ainda mais tensa. Durante a briga houve disparos de arma de fogo e o delegado foi atingido nas regiões do tórax e abdômen por três tiros. A vítima também foi esfaqueada e um dos assaltante ainda teria mordido o corpo do policial.

Os três homens fugiram logo após cometerem o crime. Um deles, Wanderson, ferido durante a luta corporal, foi preso poucas horas depois quando buscava atendimento médico em uma Unidade de Saúde de São Luís.

Os outros dois continuam foragidos.

O delegado não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar ao hospital. A Polícia Civil do Maranhão investiga o caso. A principal hipótese é de roubo seguido de morte. A Polícia Federal decretou luto de três dias e informou que acompanha as investigações. A população do Maranhão também acompanha atenta a cada nova informação sobre o caso e reforça, a cada momento, via redes sociais, o pedido de justiça.

Vamos continuar acompanhando de perto esse caso e a cada nova informação o leitor será atualizado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo