Uma mãe foi presa pela Polícia Militar depois que vizinhos relataram que uma criança estava amarrada a uma árvore no quintal de uma residência na cidade de Palmas de Monte Alto, no Sudoeste do estado da Bahia. Policiais foram ao local e confirmaram a denúncia. O menino de 12 anos foi preso pela mãe como forma de punição por ele ser inquieto e furtar frutas de árvores de quintais vizinhos.

O caso aconteceu na última sexta-feira (11), mas somente na manhã desta terça-feira (15) foi divulgado pela imprensa local.

Hélia Fagundes Ferreira da Silva foi encaminhada à delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos sobre a atitude tomada em relação ao filho. Após o depoimento, a mãe foi liberada.

Ocorre que denúncias anônimas relatam outras situações de maus-tratos contra o menino de 12 anos que teriam sido praticadas pela mãe. A Polícia Civil investiga o caso. Se forem comprovadas as denúncias, a mãe pode responder criminalmente.

O Conselho Tutelar de Palmas de Monte Alto também acompanha o desenrolar dessa história.

Em abril deste ano, uma professora da rede pública municipal de Jacobina, no Norte da Bahia, foi afastada do cargo após ameaçar um aluno dentro da sala de aula. A professora, que não teve o nome revelado, disse que, se a criança não se calasse, iria furar a cabeça dele com socos.

O caso aconteceu no distrito de Paraíso, na zona rural de Jacobina.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Política

A professora registrava, com o próprio celular, um momento da aula em que os alunos liam histórias. Uma das crianças estaria fazendo barulho, o que teria irritado a professora a ponto de ela ameaçar o estudante. Veja o vídeo:

O vídeo foi parar na internet e ganhou repercussão nacional. A Secretaria Municipal de Educação manifestou-se oficialmente sobre o caso e informou que a professora foi afastada das atividades e que condena veementemente toda e qualquer forma de agressão.

Em fevereiro deste ano, dois irmãos, um menino de 13 e uma menina de 7 anos de idade, fugiram de casa, no bairro Mata Escura, em Salvador, capital da Bahia, alegando que estavam sendo espancados pelo pai. Os dois se perderam pelas ruas e foram encontrados por uma tia no bairro de Brotas, sujos, famintos e debilitados.

Os irmão contaram que saíram para comprar algo a pedido do pai em um mercado próximo à casa deles.

No caminho teriam perdido o dinheiro. Temendo ser espancados pelo pai, os dois decidiram ir para a casa dos tios em um bairro vizinho, Brotas, mas se perderam no caminho.

O pai cria as crianças sozinho. Ele nega as acusações e enfatiza que sempre educou os filhos da melhor maneira possível.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo