Um caso que vem chamando a atenção de todo o Brasil é o de Vitória Gabrielly [VIDEO]. A menina ficou 8 dias desaparecida após sair para passear de patins e foi encontrada morta em uma estrada de terra no bairro Caxambu. O homem que teria encontrado o corpo é um catador de latinhas da região. Desde esse dia, a Polícia vem em uma investigação minuciosa tentando juntar as peças desse "quebra-cabeça" e colocar o culpado desse crime atrás das grades. Muitos são os suspeitos e cerca de 50 pessoas já foram interrogadas.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Polícia

Um servente de pedreiro, tido como principal suspeito, teve sua prisão preventiva prorrogada. Um casal apontado por esse homem de ter levado Vitória em um carro também foi ouvido pela polícia, porém não acharam indícios da presença da menina no veículo.

Os pais de Vitória foram acionados para um novo depoimento, uma vez que o caso passou de um desaparecimento para um homicídio.

O caso Vitória Gabrielly

A menina Vitória desapareceu no dia 8 de junho. Segundo o boletim de ocorrência feito pela família, a criança teria saído de casa para andar de patins e desde então não retornou para casa. A última aparição de Vitória pôde ser vista por câmeras de segurança que flagraram a menina passeando com seus patins. Dias depois, a menina foi encontrada já sem vida e a situação acabou comovendo o país inteiro, que clama por justiça e uma explicação sobre o que aconteceu com a pequena Vitória.

Os pais de Vitória

Rosana Guimarães e Luiz Alberto Vaz são os pais de Vitória Gabrielly. Os dois são separados e foram mais uma vez chamados para prestar depoimento sobre o caso.

O advogado da família acredita que o crime tenha sido motivado por algum tipo de vingança, já que o corpo foi encontrado em condições típicas de um ato desse tipo. Já a investigação não informou exatamente o estado em que o corpo foi encontrado e segue em sigilo com os próximos passos e com os detalhes que vêm sendo descobertos.

Como foi um caso de comoção nacional, o enterro da menina contou com milhares de pessoas que passaram para prestar solidariedade aos pais da criança. Luiz estava totalmente abalado e muito emocionado no último adeus a filha, já a mãe não teve condições emocionais de acompanhar a despedida à Vitória após passar mal e ser medicada. Em entrevista, Rosana chegou a mencionar que dias antes teve uma conversa com a filha, na qual tocou no assunto de como a menina teria que reagir caso fosse abordada por algum estranho. Coincidência ou premonição, o que a mãe mais temia acabou acontecendo.

As investigações em torno do caso de Vitória Gabrielly continuam e o país inteiro tem acompanhado esse caso de imensa comoção. Ainda não se sabe quem assassinou a menina e nem os motivos para tal crime. A polícia junto com os investigadores e toda equipe disponível nesse tipo de caso segue fazendo seu trabalho, interrogando pessoas, recolhendo pistas para que logo o caso seja solucionado e o culpado esteja atrás das grades.