Um soldado da Polícia Militar de Goiânia foi alvejado por cerca de 20 tiros quando descia do carro na porta de casa. O crime aconteceu na noite desta terça-feira (21), no Conjunto Riviera, em Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, o soldado foi morto por engano. O alvo dos bandidos era o filho dele, um jovem de 22 anos que estaria envolvido em uma rixa entre traficantes de drogas.

Policial foi morto por engano em Goiânia

O policial Dennyo Edno Gonçalves dos Santos, de 45 anos, estava de folga e chegava em casa quando bandidos aproximaram-se em um veículo de cor prata e começaram a disparar contra o soldado.

Publicidade
Publicidade

Pelas cápsulas encontradas no local, a Polícia Civil já sabe que entre as armas usadas pelos criminosos estão uma pistola 9mm e um revólver calibre 38.

A Polícia Civil está evitando falar sobre o assunto para que a investigação não seja comprometida. Não se tem informações sobre prisões de suspeitos, pelo menos até o momento da publicação desta reportagem. Sabe-se, apenas, que a polícia ouviu algumas testemunhas e os depoimentos apontam para uma morte por engano.

Publicidade

O alvo dos atiradores não era o policial Dennyo Edno e sim o filho dele. Existe a suspeita de que o jovem de 22 anos - que não teve o nome divulgado - esteja envolvido em uma rixa de traficantes de drogas na região do Conjunto Riviera. Os bandidos teriam ido até a casa dele na noite dessa terça-feira para assassiná-lo e não ao pai. Mas, acabaram matando, com ao menos 20 tiros, o soldado.

Polícia intensifica combate ao tráfico de drogas em Goiânia

As Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) tem intensificado os trabalhos na tentativa de diminuir o número de ocorrências relacionadas ao tráfico de drogas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Na última quarta-feira (13), a Rotam desarticulou uma associação criminosa que seria especializada no tráfico de entorpecentes. De acordo com a polícia, o bando agia no bairro Jardim Cerrado 7. Na operação da Rotam, dois bandidos foram mortos em confronto com a polícia. Um homem foi preso e um menor apreendido. O grupo é suspeito de ter assassinado pelo menos 3 pessoas naquela região. Para a polícia, os crimes têm relação com o tráfico.

O criminoso que foi detido na ocasião, identificado como Carlos César Ferreira da Silva, confessou à Polícia Civil que está envolvido nos assassinatos. Yan Wewerson Alves de Souza Martins e Guilhermy Henrique Ribeiro Ferreira foram baleados no confronto e não resistiram aos ferimentos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo