Um sargento da Polícia Militar do Estado do Maranhão matou a ex-namorada e, em seguida, cometeu suicídio na noite dessa quarta-feira (6), na capital maranhense. O crime aconteceu na casa da mãe do sargento, localizada no bairro Cohab, em São Luís. Os corpos foram encontrados por familiares na manhã desta quinta-feira, 7. De acordo com as primeiras informações, o PM estaria tentando reatar o relacionamento com a ex-namorada. Tanto o sargento como a jovem de 26 anos deixam um filho fruto de outros relacionamentos.

Marcos Vinícius Gomes Costa, 43 anos, e Marcele Cardoso da Silva, de 26, tiveram um relacionamento amoroso que, desgastado pelo tempo, foi esvaindo-se e terminou em separação. Marcos Vinícius já havia sido casado e o matrimônio resultou em um filho que hoje tem 4 anos. Marcele Cardoso também teve um filho em outro relacionamento, que atualmente tem três anos. Atual e respectivamente, órfãos de pai e de mãe. O sargento era lotado no Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão. A jovem era servidora do Departamento Nacional de Trânsito, no Maranhão (Detran-MA).

Por que o policial matou a ex-namorada?

Familiares de Marcele contam que após o fim do relacionamento, o sargento enviava mensagens e fazia ligações à jovem na tentativa de reatar o namoro. Já amigos do policial militar afirmam que o sargento estava disposto, mesmo, a reatar o casamento, anterior ao relacionamento com a funcionária do Detran e que a jovem é que buscava reconciliação. São versões ainda não confirmadas.

Policial disse à ex-esposa que iria se matar

Nessa quarta-feira (6), o policial teria ligado para a ex-namorada e combinado um encontro na casa da mãe dele - que estava vazia naquela dia - para que tivessem uma conversa amigável.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia Curiosidades

Familiares do sargento informaram que, no mesmo dia, ele ligou para a ex-esposa e disse a ela que iria se matar. A família de Marcele informou que a jovem entrou em contato dizendo que iria encontrar-se com o ex-namorado na residência da mãe dele para uma conversa.

As horas foram passando e a família da funcionária do Detran começava a se preocupar com a falta de notícias. Na manhã desta quinta-feira (7), decidiram, então, ir à casa para saber o que estava ocorrendo e porque a jovem não retornava as ligações ou respondia as mensagens. A ex-mulher do policial acompanhou a família. Ao chegar ao local, encontraram a residência fechada e ninguém respondia aos chamados.

Ex-esposa encontra corpo do ex-marido

Parentes de Marcele entraram em contato com uma irmã do sargento e informaram que estavam preocupados com a falta de informações. A mulher foi ao local e abriu o imóvel. Ao entrarem na residência, começaram a chamar pelos nomes do policial e da jovem, mas não obtiveram respostas. Foi então que os corpos foram encontrados em um dos quartos. A Superintendência Estadual de Investigações Criminais investiga o caso.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo