O ano de 2018 está carregado de assuntos a serem resolvidos, e um deles diz respeito às investigações da Operação Lava Jato e a Copa do Mundo, o que tem dividido os fanáticos por futebol daqueles que desejam que a justiça seja feita.

O Brasil tem passado por períodos difíceis frente aos últimos acontecimentos envolvendo corrupção entre empresas e personagens da política. Recentemente, o ex-presidente Lula foi preso, o que abalou as estruturais da sociedade brasileira e mundial.

Publicidade
Publicidade

Nessa última década, o povo tem marcado presença de Opinião quando o assunto diz respeito aos interesses sociais, como nos casos das Reformas na Previdência, Reformas nos direitos trabalhistas e as diversas PEC's inseridas e que foram motivo de descontentamento de grande parte dos brasileiros.

De acordo com Azevêdo, coordenador do Laboratório de pesquisa sobre Gestão do Esporte da UnB, "a corrupção é muito impregnada na incompetência gerencial...

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Opinião

uma obra mal gerenciada potencializa as chances disso acontecer". E não foi diferente em 2014, quando a FIFA foi acusada de corrupção.

O fato é que nos últimos tempos, o mundo tem vivenciado diariamente notícias envolvendo grandes empresas e o governo envolvidos em escândalos.

A população está cada dia mais ativa quando o assunto está ligado ao interesse puramente político. O fato é que o Brasil possui uma sociedade que até um tempo atrás tinha a cultura da resiliência. O quadro, no entanto, esta mudando e, aparentemente, a Lava Jato tem interessado mais aos brasileiros do que a própria Copa do Mundo.

Publicidade

Pesquisa mostra interesse maior dos brasileiros pela Operação Lava Jato do que pela Copa do Mundo

A pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas (entre 16 e 19/05) mostrou que o brasileiro está mais preocupado com o andamento das investigações sobre a corrupção no Brasil do que com a própria Copa do Mundo que está acontecendo na Rússia.

Na visão do cientista político e professor da PUC-RJ, Ricardo Ismael, o Brasil, está passando por um momento delicado socialmente, onde a economia continua estagnada e a permanência do alto desemprego tem resultado em insegurança.

Neste ano de Copa do Mundo despertar o patriotismo para torcer pela vitória no futebol acaba sendo a válvula de escape.

Infelizmente, no Brasil tudo que envolve a circulação e aquisição de capital está interligado com a política. O que o Brasil ganhará caso seja o campeão da Copa do Mundo?

Essa é uma resposta complexa que envolve uma variedade de setores, contudo, o que se pode afirmar com exatidão é que aumentará ainda mais a paixão pelo futebol que instiga o patriotismo existente no fundo de cada brasileiro.

Publicidade

O ano de 2018 foi marcado pela prisão do ex-presidente e vale destacar a crise dos caminhoneiros que pararam o Brasil o que custou valores exorbitantes para os cofres públicos, em seguida vem a Copa do Mundo o que não sobra muito espaço para comemorar a Copa do Mundo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo