De volta para casa após viajar por todas as capitais brasileiras e ser vista por mais de 240 mil pessoas, a Arca da Aliança retorna nesta quarta-feira, dia (1), ao Templo de Salomão, sede da Igreja Universal do Reino de Deus – localizado na zona leste de São Paulo.

A Arca chegará a São Paulo, no Aeroporto de Congonhas, onde permanecerá em uma sala privativa até o momento em que será transportada ao Templo.

Ela será levada por um carro do Corpo dos Bombeiros e acompanhada por um cortejo até a chegada ao Templo, às 14h, quando cerca de 4 mil pessoas a recepcionarão junto ao líder da Universal no Brasil, Bispo Renato Cardoso, que na oportunidade, realizará uma oração com os presentes.

O Símbolo Sagrado ficará guardado no Tabernáculo até o domingo, 5 de agosto, quando será comemorado o aniversário de 4 anos do Templo de Salomão, em uma reunião especial às 9h30 da manhã que contará com a entrada a Arca da Aliança.

Arca da Aliança

A Bíblia define a Arca da Aliança como um Símbolo Sagrado. Nela ficavam armazenadas as tábuas dos Dez Mandamentos, recebidas por Moisés no Monte Sinai, a Vara de Arão que floresceu e frutificou e um pouco do maná enviado por Deus ao povo no deserto. Era tamanha a reverência à Arca, que pessoas comuns não podiam tocá-la, somente os sacerdotes.

O Bispo Edir Macedo afirma no livro “Aliança com Deus” que a Arca reflete a Igreja. Além disso, representa o pacto de Deus com Israel.

Templo de Salomão

Na construção do Templo, foram utilizados 28 mil metros cúbicos de concreto e 2 mil toneladas de aço, e também, cerca de 40 mil metros quadrados de pedras vindas de Hebrom, em Israel, que foram usadas para o revestimento. Após 4 anos, a edificação foi finalizada e o Templo de Salomão foi inaugurado no dia 31 de julho de 2014.

A solenidade de inauguração ficou marcada pela entrada da réplica da Arca da Aliança, carregada por um cortejo formado por Bispos e Pastores da Universal. Também fizeram parte desse momento especial as maiores autoridades do Brasil de então, como a presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, o prefeito de São Paulo Fernando Haddad, entre outros.

Nos 4 anos de existência, o Templo de Salomão já recebeu aproximadamente 15 milhões de pessoas e contabilizou a visita de cerca de 30 mil estrangeiros.

Traduções simultâneas em inglês, espanhol e francês já faziam parte dos serviços oferecidos, mas a novidade agora é a tradução de libras. Além disso, pessoas que vão para participar das reuniões, podem deixar os pequenos no berçário, EBI (Escola Bíblia Infantil) e sala de apoio para crianças com necessidades especiais.

Um grande atrativo do Templo de Salomão é o passeio pelo Jardim Bíblico. Mais de 250 mil pessoas já realizaram o tour que permite que os visitantes conheçam a réplica fiel do tabernáculo de Moisés, o Memorial dos Templos de Jerusalém e caminhem pelo Jardim das Oliveiras.

Siga a página Religião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!