A cabeleireira Ivanise de Andrade decidiu revelar momentos angustiantes que passou ao maquiar a advogada Tatiane Spitzner [VIDEO], que foi supostamente jogada do quarto andar de um prédio pelo seu marido Luiz Felipe Manvailer. Segundo a amiga e profissional, ela pediu à funerária que desse a oportunidade de maquiar o corpo da advogada, que era sua cliente há muito tempo. Segundo Ivanise, é muito perturbador saber que algumas horas antes de morrer, Tatiane estava no salão dela se preparando para uma festa de aniversário do marido. Ela pintou as unhas de vermelho e estava muito ansiosa.

Tatiane foi agredida pelo marido e os investigadores estão apurando se foi ele mesmo o responsável pela morte dela.

Os advogados de Manvailer defendem uma das hipóteses como sendo suicídio.

A juíza Paola Gonçalves Mancini, da 2ª Vara Criminal de Guarapuava, aceitou a denúncia do Ministério Público e decidiu punir Manvailer. Ele é réu por cárcere privado, homicídio quadruplamente qualificado e fraude processual. Conforme as informações, nos últimos meses, Manvailer afirmava que tinha nojo da advogada e desprezava ela na cama. Sua pena pode alcançar de 12 a 30 anos de prisão.

Hematomas pelo corpo

Ivanise de Andrade decidiu contar com detalhes aquele momento de despedida da sua amiga. Nas regiões onde tinham muitos hematomas, a cabeleireira decidiu usar uma base para esconder as marcas das agressões [VIDEO] e usou sombra esfumaçada para cobrir os hematomas. Segundo a cabeleireira, a sua amiga falecida estava com o corpo irreconhecível.

"Não dava para dizer que era a Tati", declarou.

Segundo ela, aquele momento foi de muita angústia e tristeza. Ivanise afirmou que maquiava Tatiane cantando baixinho para ter forças de chegar até o final do serviço. O tempo em que a cabeleireira ficou para maquiar Tati foi aproximadamente por uma hora. A música que ela cantava era "Lindo Céu" e foi a maneira de homenagear a sua cliente e amiga.

Um dos pontos mais perturbadores, segundo Ivanise, foi saber que 24 horas antes da morte de Tatiane, a advogada estava no salão de beleza fazendo as unhas. O motivo dela ter ido ao cabeleireiro era para ficar linda para comemorar o aniversário do seu marido na Box Lounge, casa noturna da cidade. Para a amiga, o nariz quebrado de Tatiane não foi em decorrência da queda, mas de soco dado pelo marido, que agrediiu ela violentamente no elevador ao chegarem da comemoração. Esse foi o "agradecimento" dele por ela ter se arrumado e dado valor a ele no dia do seu aniversário.

Agressões

Ivanise comentou que muitas mulheres às vezes procuram ela para que tente maquiar marcas de agressão cometidas por seus maridos. Ela acha absurdo isso e, de acordo com ela, as mulheres têm medo de denunciar.