A crise na Venezuela faz com que milhares de venezuelanos cruzem as fronteiras em busca de uma vida melhor. O país vive uma de suas piores crises na história e vê seu povo migrar para os países vizinhos, num verdadeiro êxodo migratório. A fronteira do Brasil com a Venezuela tem repercutido e muito nos últimos dias.

A repercussão tem gerado assuntos desde o presidente da República, Michel Temer, até as Forças Nacionais e Armadas, que vão ao estado de Roraima ajudar na segurança.

No entanto, um fato também tem chamado a atenção. Um boato foi espalhado dizendo que esses imigrantes venezuelanos poderiam tirar o título de eleitor e até mesmo votar nessas Eleições que ocorrem em outubro.

O boato ganhou notoriedade no Twitter, com 416 curtidas e 270 retuítes. No entanto, ao ganhar notoriedade, diversos orgãos de imprensa foram checar o fato. O Projeto Comprova, formado por jornalistas de 24 veículos de comunicação, já desmentiu o caso.

Ou seja, não é possível isso acontecer. Foi meramente mais um boato, também conhecido por "fake news".

A primeira argumentação que afirma que isso não pode acontecer é que para solicitar o título de eleitor, o pedido tem que ser feito no máximo 151 dias antes da eleição. No caso, este ano o último dia para se fazer o pedido foi no dia 9 de maio. A partir de então, somente depois das eleições. Quem não tiver feito, segue com a situação irregular perante à Justiça Eleitoral.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Vagas Governo

Já a segunda argumentação que também afirma que esse boato foi falso é o fato de que para se ter o direito a votar nas eleições no Brasil, o estrangeiro tem que ser naturalizado no mínimo por 4 anos. Sem isso, estrangeiros não podem participar das eleições. O processo é burocrático e demora muito tempo. Não é tão simples e rápido. Existe também uma lei garantida na Constituição Federal que estrangeiros não podem nem se alistar como eleitores. Os sites "Fato ou Fake", do G1 e "Boatos.org"já desmentiram o caso.

Êxodo Migratório

Segundo dados do Governo Federal, de 2017 até 2018, 127,7 mil venezuelanos entraram no país. No entanto, cerca de 68 mil já voltaram para seu país de origem. Já na Colômbia, de 2016 pra cá, o governo afirma que quase 1 milhão de Venezuelanos entraram no país. O Peru e Equador vêm suas fronteiras lotarem de imigrantes venezuelanos querendo entrar no país. Em Pacairama, última cidade de Roraima e que faz fronteira com a Venezuela, vê a cidade lotar de estrangeiros e os serviços públicos não darem conta da alta demanda.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo