A estudante Letícia Tanzi, 13 anos, suspeita de ter sido morta a facadas pelo pai, que tinha acabado de sair da prisão, chegou a desabafar com amigos através do WhatsApp sobre a vida difícil que levava. Horácio Lucas Nazareno [VIDEO] estava preso por acusação de estupro ocorrido em 2010, entretanto, conseguiu direito de ficar livre até que os recursos fossem julgados.

Ao sair da prisão, Horácio foi a sua casa e teria exigido que a filha retirasse uma denúncia de estupro que ela havia feito contra ele, enquanto ele estava preso. A menina teria se recusado e acabou sendo morta quando a mãe correu para pedir ajuda devido às agressões.

Ele está foragido, mas já foi visto por algumas pessoas na região rural de São Roque.

Nesta quarta-feira (17), foi divulgado um áudio da menina contando detalhes da ação de seu pai nos abusos. Ela disse que em 2010, quando tinha apenas 4 anos, viu seu pai estuprando a tia, que é portadora de necessidades especiais. O áudio aconteceu logo após a prisão de seu pai no dia 08 de junho. Confira:

De acordo com a garota, o seu pai estuprou a tia na frente dela e, por isso, ela tinha um ódio gigantesco dele. Ela ficou feliz quando ele foi preso, foi um grande alívio para a vida da menina. Entretanto, ficou chocada ao saber que a mãe tinha contratado um advogado para tirá-lo da cadeia. Ela tinha esperança que ele ficaria alguns anos presos. Porém, não foi o que aconteceu.

Nas mensagens, Letícia citou que a mãe gastaria R$ 11 mil para tirar seu pai de lá.

Por ser muito dinheiro, ela acreditava que não iria conseguir. Ela também frisou que não pretendia mais morar junto com ele. No entanto, Horácio foi solto mediante benefício da Justiça e ficou só três meses na cadeia.

Conversas no celular

Em uma outra conversa com sua amiga, Letícia falou que era estuprada pelo pai desde 2017 e que a mãe não desconfiava de nada.

Em outro registro, um amigo de Letícia chega a dizer que o pai dela parecia uma boa pessoa, porém, foi rapidamente cortado por ela, que chamou seu pai de: "pedófilo". Quando o amigo demonstrou surpresa com ela falando aquilo, ela desabafou e disse que sofreu nas mãos de seu pai os abusos.

Letícia falou que sua mãe não sabia disso e ela não tinha jeito de contar à mãe sobre os estupros. A menina também falou que diversas vezes seu pai voltava bêbado em casa e agredia sua mãe.

Depoimento da mãe

Segundo declaração da mãe, seu marido invadiu a casa deles após sair da cadeia com o intuito de convencer a filha a tirar a denúncia sobre os abusos [VIDEO]. Ele teria ficado agressivo quando a garota negou que faria aquilo.

Tamires Tanzi afirmou que foi agarrada pelo pescoço e depois ele teria dado vários socos no rosto dela. Ela conseguiu escapar e correu para os vizinhos. Nesse momento, o pai atacou Letícia. O irmão dela, de 6 anos de idade, estava na casa e correu para a rua. Ele encontrou o carro da Polícia chegando e disse que seu pai tinha matado a sua irmã. A menina chegou a ser socorrida, mas não aguentou os ferimentos.