Um vídeo que circulou nas redes sociais neste final de semana causou indignação de várias pessoas, principalmente àquelas ligadas a algum tipo de entidade de defesa dos Animais. Na gravação, feita pelo passageiro de um veículo, dois homens, cada um com uma charrete puxada por um cavalo, disputam um “racha”, em plena rodovia Raposo Tavares, na altura do quilômetro 65, no trecho da cidade de Mairinque, região metropolitana de Sorocaba, no interior de São Paulo. A gravação mostra os dois condutores andando em alta velocidade, ocupando as duas faixas da rodovia, impedindo a ultrapassagem dos veículos.

Sem se importar com a presença dos outros veículos, eles seguem fazendo com que os cavalos corram mais, fazendo com que o atrito entre as ferraduras e o asfalto provoque faíscas, até que em dado momento, o animal que estava na faixa da direita não resiste e acaba caindo no asfalto e ainda é arrastado por alguns metros. O veículo que vinha logo atrás, cujo passageiro filmava a ação, precisou frear bruscamente, por muito pouco não acertando a carroça e seu condutor. Não há informação sobre o estado de saúde dos animais.

A CCR ViaOeste, concessionária responsável pela rodovia, informou que não recebeu nenhum chamado para atender a esta ocorrência e que não há registros desse tipo de ação no sistema Raposo-Castello. A ViaOeste condenou ainda a prática e afirmou que isso coloca em risco os demais usuários do sistema.

Polícia identifica um dos rachadores

Ainda nesta segunda-feira (1º), a Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso.

Tendo como base o vídeo postado nas redes sociais, será apurado se houve maus-tratos com os animais.

Um dos homens já foi identificado pela polícia e seria um morador da região. As imagens seguem sendo analisadas para tentar sabe quem é o segundo rachador. A delegada Fernanda Ueda afirmou que se caso eles fossem pegos em flagrante, poderiam ser autuados por maus-tratos.

Policiais estiveram na região do bairro Granada, onde aconteceu o racha, e questionou frequentadores de estabelecimentos da localidade para saber se eles eram conhecidos.

As testemunhas afirmaram que ambos são moradores da região.

A polícia informou ainda que o trecho recebe patrulhamento diariamente e a ViaOeste informou que não registrou nenhum caso, mas novas imagens revelaram que a prática é comum, com as charretes andando entre carros e motos, inclusive na contramão. Um morador afirmou que esse tipo de “competição” é motivado por apostas. “Pelo que a gente vê e pelo que o pessoal comenta é uma aposta, sim”, disse o morador.

Siga a página Animais
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!