Mais um caso de violência contra a criança chocou os moradores de Fortaleza, no Ceará. O estado viveu recentemente uma crise na segurança pública, quando diversos ônibus foram queimados e o caos tomou conta da capital e do interior. Tudo provocado pelas condições dos presos e por conta da greve das polícias. Agora, uma grande falha na segurança dentro de um presídio gerou um crime de estupro de vulnerável.

Tudo aconteceu neste sábado (13), quando uma jovem de apenas 11 anos foi violentada dentro da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL V), em Fortaleza.

Era dia de visita de detentos e a menina foi com a mãe visitar o irmão que está preso no local. Em determinado momento, ela desapareceu e as buscas então começaram. Quando a jovem foi encontrada, ela relatou que sofreu abusos de um outro detento.

Menina de 11 anos é abusada dentro de presídio

Como de praxe, era um sábado de visitas no CPPL e a mãe de um detento foi ao local levar objetos pessoais, artigos de higiene e um alimento especial, dentro dos limites do que é permitido deixar com os presos.

Desta vez, a mãe e o pai resolveram levar a outra filha, de 11 anos, para visitar o irmão.

Em um determinado momento, de acordo com a mãe da vítima, a criança pediu para escrever o nome da professora em um presente que seria entregue à mesma nesta segunda-feira (15), Dia dos Professores. Depois de um descuido, porém, a menina foi levada por um outro detento. O desespero tomou conta da mãe ao perceber que a filha havia sumido.

A mulher então acionou os agentes penitenciários e uma busca começou a ser feita para encontrar a jovem. Assim que os dois foram encontrados, o crime pôde ser constatado. O abusador foi pego em flagrante, enquanto a criança passou por cuidados médicos. A jovem também foi encaminhada a uma unidade de saúde, onde passou por exames e o estupro foi confirmado.

O detento acabou sendo colocado em um isolamento, para não sofrer linchamento de outros internos.

Cabe lembrar que o crime de estupro, ainda mais de vulnerável, não é bem aceito entre os detentos e criminosos desta espécie, costumam ficar isolados, pois correm reais risco de morte, quando presos.

Segundo informações do site de notícias G1, o preso seria transferido de unidade, ainda nesta segunda-feira (15).

Mais notícias de crimes no Brasil

Família descobre abuso após criança de apenas oito anos revelar 'bebê na barriga'

Empresária pediu para não ser morta pela filha e ouviu: 'Eu não tenho mãe'

Mulher confessa ter matado a própria mãe

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!