O jogador Daniel Corrêa Freitas, que atuou como meio-campista pelo São Paulo, entre outros grandes clubes, como Botafogo e Coritiba, foi encontrado morto neste último final de semana. O corpo de Daniel estava em São José dos Pinhais, no Paraná e haviam vários ferimentos graves, feitos possivelmente com uma faca. A Polícia Civil já iniciou as investigações e informou que tudo leva a crer que foi um assassinato brutal.

Edimilson Pereira, superintendente da Polícia Civil, informou que quem matou o jogador, provavelmente estava com muita raiva e fez questão que Daniel sofresse muito antes de tirar sua vida.

O suspeito está sendo procurado, mas a PC está evitando dar muitos detalhes para não atrapalhar as investigações. O IML - Instituto Médico Legal de Curitiba - já liberou o corpo do craque, que amanhã deverá ser levado para a cidade mineira de Conselheiro Lafaiete, onde mora a família dele.

Morte dolorosa

Edimilson ainda contou que tudo indica que o assassinato foi planejado para que o jogador sofresse muito e que a meta agora é verificar onde ele estava morando e se algum vizinho contará algo que acrescente ao caso.

A empresa que vinha gerindo a carreira de Daniel, fez uma postagem no Twitter informando que um primo do jogador já reconheceu o corpo e também apresentou a documentação necessária para que o corpo seja liberado. Ainda segundo a empresa, a família está tendo que resolver várias questões burocráticas para que o transporte do corpo seja autorizado.

Quem encontrou o jogador já sem vida foram algumas pessoas que moram próximos a uma estrada de terra e logo eles acionaram a polícia. O local foi isolado imediatamente e a vítima encaminhada para o IML de Curitiba.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

No dia seguinte, familiares fizeram o reconhecimento e os exames apontaram que a morte foi causada pelo uso de arma branca.

Analisando as marcas no local onde o corpo foi encontrado, a polícia acredita que o jogador foi arrastado por cerca de 30 metros e jogado no matagal em seguida. A brutalidade do crime chocou a todos. Moradores da região informaram que assassinato como este nunca aconteceu e por isso estavam preocupados. A polícia não sabe se o fato do jogador ter sido encontrado naquela região, teria alguma ligação direta com o local, ou se ele foi jogado ali, justamente para confundir os investigadores.

Veja também

Menina é sequestrada, encapuzada e abusada sexualmente

Padrasto é preso suspeito de abusar da enteada de 11 anos e ter fotos íntimas da menina

Menina de 9 anos que desapareceu em Porto Alegre é encontrada morta à margem de rodovia

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo