Morreu na noite desta quarta-feira (10), em São Paulo, a escritora espiritualista e médium Zibia Gasparetto. Ela tinha 92 anos e lutava contra um câncer no pâncreas. De acordo com informações passadas por familiares, ela morreu dormindo, em sua casa, no bairro Ipiranga, na zona sul da capital paulista.

“Hoje, o astral recebe com amor uma de suas representantes na Terra”, foi a mensagem postada nas redes sociais da escritora para comunicar seu falecimento. Seu corpo será velado no cemitério Congonhas, a partir das 10 horas.

“Zíbia (...) completou hoje sua missão entre nós” dizia outro trecho do comunicado.

Era mãe de Luiz Gasparetto, que também seguiu os passos da mãe, sendo escritor e médium e morreu em maio deste ano, aos 64 anos, após lutar contra um câncer no pulmão.

Mais de 50 livros publicados

A escritora nasceu em Campinas no interior de São Paulo e se dedicou ao espiritismo por 68 anos. Ela é autora de 58 obras literárias que ao todo venderam cerca de 18 milhões de exemplares. Dentre seus principais títulos estão “A vida sabe o que faz”, “Eles continuam entre nós” e “O amor venceu”, este que foi sua primeira obra, lançado em 1958 e ditado pelo espírito Lucius.

Responsável por publicar as obras de Zíbia, a editora Vida & Consciência fez uso das redes sócias para lamentar a morte da escritora. O texto agradece todos seus ensinamentos e diz que ela deixará um legado eterno, que seus conhecimentos sobre relações humanas serão transmitidos por gerações e que ela segue para um plano espiritual olhando por todos. “Feliz recomeço”, encerra a nota.

O trabalho de Zíbia contribuiu para tornar o espiritismo mais conhecido e seus livros foram traduzidos para o espanhol, japonês e inglês. Seu último livro foi “Você Sempre Ganha”.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Literatura

A descoberta do dom

Em 2011 Zíbia participou do programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga, quando na oportunidade comentou como foi seu primeiro contato com a mediunidade, quando tinha 22 anos de idade. Ela contou que um dia se levantou e começou a falar em alemão, mesmo não tendo qualquer conhecimento sobre o idioma. Depois disso, ela e o marido, Aldo Luiz Gasparetto, passaram a estudar o espiritismo.

Ela disse ainda que demorou a acreditar que espíritos pudessem mexer com seu corpo e sua saúde, mas um dia resolveu encarar o percebeu que era isso mesmo.

Ao final de sua participação no programa ela disse que “o mundo está muito sofrido, as pessoas têm que acreditar que a vida continua.”

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo