Uma garotinha de apenas 11 anos de idade foi ao presídio com a mãe, no horário de visitas e acabou vivendo o pior dia de sua vida. A Casa de Privação Provisória de Liberdade está localizada na região metropolitana de Fortaleza, no Ceará, no complexo prisional de Itaitinga. De acordo com o Conselho Penitenciário do Estado do Ceará, a menina foi visitar o pai que está preso, acompanhado da mãe, quando acabou sendo vítima de um detento.

A senhora foi levar alguns produtos pessoais para o marido e a menina foi junto para ajudar. Um dos detentos levou a criança para um compartimento isolado e abusou dela. quando a mãe percebeu o sumiço da filha, já era tarde demais. A senhora acionou imediatamente a segurança e os agentes penitenciários começaram as buscas, até que encontraram a menina e o suspeito foi pego em flagrante.

O acusado estava detido justamente por estupro de vulnerável.

A criança foi levada para uma unidade hospitalar onde recebeu atendimento médico e os exames comprovaram o abuso. O suspeito precisou ser encaminhado para uma área isolada, já que os outros detentos queriam linchá-lo.

Visitas estão suspensas no presídio

Após o estupro da menina de 11 anos, que foi visitar o pai, acompanhada da mãe, a Sejus - Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará decidiu suspender as visitas no presídio até que a situação seja esclarecida.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Nenhuma criança poderá visitar presos que estão respondendo por crimes contra a dignidade sexual.

O local para onde o suspeito foi transferido não foi informado até o momento, justamente para evitar retaliação por parte dos outros detentos, tudo que se sabe é que ele ficará isolado até que seja definida sua situação. A Polícia Civil já está investigando o caso.

Funcionária é estuprada dentro de loja

Um outro crime que causou revolta na população foi o estupro de uma funcionária dentro da loja em que trabalha, em Ferraz.

De acordo com a vítima, o suspeito estava armado e foi bastante violento. O inquérito foi aberto nesta última segunda-feira (15) e a operadora de caixa, que tem 22 anos, está traumatizada.

Ela contou que estava no local de trabalho quando o sujeito chegou e já foi apontando a arma para ela, mandando que fosse para o fundo do estabelecimento comercial. Ao chegar no local onde é guardado o estoque de produtos, ela foi estuprada.

Não ficou claro no registro policial quem fez a denúncia e como os demais funcionários não viram nada, pois a loja conta com cerca de 10 trabalhadores.

Os agentes já colheram material genético do acusado e a vítima foi encaminhada até o Hospital Pérola Byington, onde fez exame de corpo de delito. Como o estabelecimento tem câmera de monitoramento, a Polícia Civil já recolheu as imagens para que sejam analisadas e o estuprador possa ser identificado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo