O pai de santo Leandro Souza de Jesus, 32 anos, estava participando de uma reunião no terreiro, nesta quarta-feira (24), quando foi surpreendido por homens armados. Ele foi executado e os dois suspeitos do crime fugiram.

De acordo com as informações, os homens chegaram ao local em uma moto. Para dispersar as pessoas que estavam ali reunidas, um deles atirou para cima. Em seguida, foram em direção a Leandro e dispararam contra ele. As informações que foram levadas à Polícia dão conta de que estava havendo desavenças entre o terreiro de Leandro e outros terreiros que ficam próximos.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense está investigando o caso.

A linha de investigação parte de uma suposta disputa por terreiros de umbanda. Leandro levou cinco tiros, um deles foi na cabeça. Na manhã desta quinta (25), familiares aguardavam a liberação do corpo pelo IML (Instituto Médico-Legal).

Relatos das testemunhas

Testemunhas comentaram como tudo aconteceu para que as investigações possam ser conduzidas com mais eficiência pela polícia. De acordo com os relatos, dois homens vestidos com capa de chuva e capacete chegaram ao terreiro.

Aproveitando que o pai de santo estava incorporado, eles chegaram, dispersaram as pessoas e já foram atirando em direção a ele.

No local tinha 50 pessoas que participavam da festa e presenciaram a tragédia. Após matarem Leandro, os suspeitos foram embora, entretanto, retornaram em seguida para confirmarem se ele havia morrido mesmo. Caso contrário, iriam terminar o serviço.

No bairro Nova Brasília, onde aconteceu o crime, existem vários terreiros de umbanda. Fazia três meses que a vítima tinha decidido se mudar para lá.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Isso poderia ter causado inveja em outros líderes religiosos. Denúncias apontam que outros pais de santo não gostaram da presença dele e já tiveram várias desavenças com a vítima.

Uma das testemunhas afirmou que viu dos homens se aproximarem e cochichando entre eles. De repente, ela viu eles manobrando para entrar. Rapidamente avisou os filhos de santo e correu para o mato para se proteger. A frequentadora do espaço ouviu cinco tiros e viu o seu líder morrer.

A testemunha afirmou que eles foram direto no pai de santo, ou seja, não foi um crime de intolerância, senão, teriam matado outras pessoas também.

Vizinhos do centro de umbanda estão chocados com a morte do líder. Segundo as informações, ele morava com oito filhos de santo que não possuem moradia.

Ajudava o próximo

Leandro Souza de Jesus era considerado uma pessoa boa na região pelos vizinhos e parentes. Ele costumava ajudar as pessoas. Ninguém consegue compreender o porquê de matarem uma pessoa boa. Muitos já estão pensando em ir embora desse local.

Avani, a mãe do pai de santo, acredita que ele pode ter sido morto por homofobia ou intolerância religiosa.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo