O ex-goleiro Bruno segue preso em Varginha, sul de Minas Gerais, mas conseguiu o direito de deixar o presídio para trabalhar no horário das 7h às 18h. Porém, ele acaba de perder esse direito, pois foi flagrado pela TV Alterosa, de Minas Gerais, na companhia de mulheres e com cerveja na mesa. Bruno deveria estar trabalhando, porém, decidiu curtir um pouco e as imagens mostram que ele não respeitou as regras estabelecidas.

Preso em 2010, Bruno foi condenado por homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e também por sequestro e cárcere privado do filho que teve com a jovem. [VIDEO]

Em 2017, a Justiça autorizou o ex-goleiro do Flamengo a prestar serviço na Apac (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado), de Varginha.

Agora, a 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais do município suspendeu o benefício, devido à divulgação das imagens pela TV Alterosa, filiada do SBT em Minas Gerais.

A emissora inclusive divulgou conversas de celular onde Bruno revela as regalias que tem, por exemplo, acesso ao smartphone e também o consumo de bebidas alcoólicas.

A Seap (Secretaria de Administração Prisional de Minas Gerais) já confirmou que o benefício do ex-atleta foi suspenso e que ele não poderá mais sair do presídio de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. A Vara de Execução da comarca já foi informada pela direção do presídio. Agora, Bruno deve ficar em regime fechado, não contando mais com a permissão para trabalhar fora do presídio. Um processo será instaurado, o caso será averiguado e, até lá, o ex-goleiro não terá mais como prestar serviço externo.

Conversas no WhatsApp

A TV Alterosa divulgou também algumas conversas no WhatsApp, onde Bruno combinou um encontro. Ele disse que o smartphone estava quase sem bateria, mas que o encontro poderia ser no dia seguinte. O local marcado foi em um bar. [VIDEO]

Na conversa, o ex-goleiro do Flamengo disse que à tarde ele gosta de se encontrar com dois amigos e juntos tomam uma cerveja. Nesta troca de mensagens, ele ainda pediu para que a conversa seja mantida em segredo e que "esposa não pode saber de nada".

Bruno disse à garota que ela poderia levar uma amiga, para apresentá-la ao seu amigo e concluiu: "Qualquer coisa, ninguém é de ninguém".

No vídeo abaixo é possível ver o ex-goleiro, que deveria estar trabalhando, mas que usou o tempo fora do presídio para curtir os amigos e as garotas.

A direção do presídio ainda não informou se as pessoas que estavam com Bruno no bar terão que responder perante a Justiça, ou não. [VIDEO]