Infelizmente, o câncer é um mal que vem acometendo cada vez mais adultos e crianças, sem distinção. A maquiadora Gabriela de Santana, mãe de Leandro, e a cuidadora Daniela Ribeiro Mendes, mãe da Heloísa, têm em comum o triste fato de terem perdido seus filhos precocemente na luta contra a doença.

O portal Universa, do UOL, trouxe os depoimentos emocionantes dessas duas mães que tiveram que passar pela dor ver seus filhos sofrendo com a doença.

''Queria voltar para sua barriga'', disse Leandro, filho de Gabriela

Leandro, filho de Gabriela, foi diagnosticado no início de 2017 como portador de sarcoma de Ewing.

Os sintomas apareceram quando ele tinha 8 anos e começou a se queixar com dores nas pernas.

Segundo dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer) esse é o sexto tipo de câncer mais comum entre crianças, e costuma acometer os meninos, mas a causa é desconhecida.

Para Leandro, os médicos acabaram dando apenas 24% de cura, o que, infelizmente, não ocorreu.

Gabriela, a mãe, revelou que desde o início teve que se preparar para o pior ou para um milagre. Segundo ela, o tumor foi e voltou duas vezes durante o tratamento e sempre de forma mais agressiva.

Ela revela que, inicialmente, teve um momento de revolta e se questionava por que isso estava acontecendo.

Gabriela também comenta que Leandro sofreu muito e teve muitas reações ao tratamento, o que foi o debilitando cada vez mais, o impedindo inclusive de se levantar.

Nesse momento, começaram a fase terminal no hospice, local que presta um atendimento humanizado a pacientes e familiares quando já não ha mais chances de cura.

Conforme relatos de Gabriela, em julho, horas antes de falecer, Leandro comentou que iria dormir, mas não queria mais acordar.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Saúde Mulher

Ela também revelou que o filho pediu, antes de adormecer, um copo de leite com açúcar, sendo que, segundo a mãe, depois da amamentação, ele nunca mais tinha bebido leite. Questionando o filho sobre o pedido, ele teria respondido que estava com saudades da infância e queria poder voltar para a barriga da dela.

'Mãe, estou cansada de lutar', afirmou Heloísa, filha de Daniela

Heloísa foi diagnosticada em 2016 com leucemia linfoide aguda (LLA). Segundo a Sociedade Americana contra o Câncer, esse é o tipo de câncer mais comum entre crianças e adolescentes, sendo que 3 a cada 4 leucemias são desse tipo.

Daniela revela que quando recebeu a notícia da doença ficou paralisada, como se estivesse assistindo a uma novela, revelando que surge um misto de dor e revolta, pois uma mãe sempre preferiria sofrer no lugar do filho.

Heloísa entrou na fila do transplante, mas, segundo Daniela, a doença foi e voltou duas vezes durante o tratamento.

A mãe revela que ficou em casa com Heloísa o quanto pôde, mas chegou a um ponto em que ela urrava de dor, o que acabou fazendo com que ela recorresse ao hospice.

Durante o tratamento, Daniela revela que, apesar da dor, comentava com sua filha que, quando ela estivesse cansada, poderia parar de lutar.

Antes de falecer, Heloísa teria dito: ''Mãe, estou cansada de lutar''. Naquela noite, ela teria acordado a mãe por volta das 4h e revelado que estava ''na hora de ir lá para Jesus''.

Emocionada, Daniela conta que apoiou a filha e em certo momento ela ergueu a mão como se estivesse pegando algo no ar, deu um sorriso e parou de respirar.

Confira também

Papai Noel negro faz sucesso na web e em shopping de São José dos Campos (SP)

Filhas que saíram iguaizinhas às mães

Isis Valverde dá à luz Rael, fruto de seu relacionamento com André Resende

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo