Eliseu Clemente, 40 anos, guardou um segredo envolvendo o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, que está atualmente preso em Curitiba (PR), até mesmo de sua esposa, dona Débora. Ele revelou que Lula recebe os seus cuidados em dias do meio de semana, geralmente às 15h, na Superintendência da Polícia Federal.

Nascido no interior do Paraná, Eliseu contou que precisou por algum tempo fechar as portas do seu estabelecimento e sair sem contar nada para a esposa, com o intuito de atender as necessidades estéticas do ex-presidente Lula.

De acordo com o profissional, o contratante, por intermédio de um dos seus advogados, pediu para ele manter discrição sobre o pedido, pois o petista não queria que as pessoas soubessem sobre os atendimentos.

Em dado momento, a esposa de Clemente passou a desconfiar. O barbeiro conta que dona Débora não entendia aquelas saídas do seu marido: “Ela começou a cismar”, disse ao jornal o Estado de S. Paulo. Clemente fechava o seu estabelecimento e partia direto da rua Colombo, em Curitiba, até a sede da Polícia Federal, que fica a menos de 15 minutos de carro.

Mas um documento oficial da Polícia Federal foi anexado ao processo de Lula em outubro e o anonimato de Eliseu foi por água abaixo.

Lula pediu para manter segredo

Eliseu conta que o ex-presidente pediu para que ele não contasse a ninguém sobre o serviço, mas com a exposição do caso, mandou um abraço para a esposa do barbeiro: “O presidente falou assim para mim, que podia dar um abraço na família, né?”, disse o barbeiro, que revelou ter conversado com a sua esposa sobre o assunto. “Há poucos dias, eu contei para ela”, concluiu o profissional.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lula

Eliseu cobra cerca de R$ 23 para o corte de cabelo e R$ 10 para fazer a barba de seus clientes, no entanto, em entrevista, o barbeiro não revelou o valor total que recebe por cuidar da estética do ex-presidente Lula. Ele ainda conta que prefere que o petista e demais clientes o chamem de cabeleireiro, como consta em seu certificado de cunho profissional conquistado há 13 anos.

Eliseu não revelou para qual partido político votou ou pertence, porém, o barbeiro disse que respeita Lula, por ele ser uma pessoa simples e ainda disse que, apesar de tudo, o petista é um ser humano que comandou o Brasil por muitos anos.

Em muitas das vezes, segundo Eliseu, ele realizou o serviço no quarto de Lula, enquanto o ex-presidente assistia TV ou lia o jornal.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo