Analua, que é a primeira bisneta de Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República, recentemente preso através da Operação Lava Jato, foi vista em um vídeo ao lado de um boneco parecido com Lula e tendo uma conversa com o petista. A criança se mostra preocupada com a situação do bisavô e faz perguntas sobre se ele está se alimentando bem.

“Você já comeu hoje, tá bem?”, diz Analua, enquanto segura o boneco Lula em suas mãos. Ela já foi vista abraçada ao bisavô no início do ano, quando completou o seu primeiro ano de vida.

Publicidade

A página oficial do ex-presidente Lula publicou uma imagem com os dois abraçados. Lula está há 7 meses na prisão da Polícia Federal em Curitiba, e aguarda a segunda sentença que provavelmente saia no início do ano de 2019.

Analua, depois de conversar como o boneco do Lula, segura o brinquedo firme e o leva para dar um banho. “Vou levar ele para a bacia para tomar um banho”, disse a criança. O vídeo gravado foi publicado na página oficial do ex-presidente Lula, em sua rede social.

Juíza Gabriela Hardt fica com processo de Lula até abril

Gabriela Hardt, juíza que substituiu Sergio Moro nas investigações da Lava Jato em Curitiba, confirmou que fica com os processos até o dia 30 de abril do próximo ano de 2019.

A magistrada analisa os autos da ação penal referente ao sítio de Atibaia, o mesmo que o ex-presidente Lula é acusado de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Os advogados de Lula questionaram a Justiça sobre quem seria o responsável pelo julgamento, após a confirmação da ida de Sergio Moro para o Ministério da Justiça do presidente da República eleito, Jair Bolsonaro (PSL). No último encontro envolvendo a juíza Gabriela e o ex-presidente Lula, a juíza pediu para que o líder petista não se alterasse, pois, de acordo com ela, caso o petista começasse o seu depoimento de forma alterada, ele poderia ter problemas com relação a ela.

Publicidade

O fato gerou alvoroço nas redes sociais e muitos internautas chegaram a especular que seria melhor para o petista se Sergio Moro ainda estivesse à frente dos processos da Lava Jato.

“Esta magistrada foi designada para responder pela titularidade plena da 13ª Vara Federal de Curitiba”, disse a juíza Gabriela, que complementou que sua incumbência fica no período de 19 de novembro do corrente ano de 2018, até 30 de abril do próximo ano de 2019. Com isso, fica claro que a juíza pode ser a responsável pelal segunda sentença do ex-presidente Lula.