Juntamente com Edison Brittes Júnior e outros suspeitos, Cristiana Brittes também será denunciada por homicídio, no caso da morte do jogador Daniel Correas Freitas, de acordo com João Nilton Salles, promotor do Ministério Público do Paraná. O corpo de Daniel foi encontrado no dia 27 de outubro, sendo que o órgão sexual foi mutilado.

O jogador foi deixado sem vida em uma estrada rural que fica na região metropolitana de Curitiba. O crime foi logo após a festa de aniversário da filha de Edison e Cristiana, quando Allana Brittes recebeu um grupo de pessoas para comemorar seus 18 anos.

O promotor deu uma entrevista ao programa Fantástico, da Globo, e disse que após analisar o inquérito chegou à conclusão de que o crime de homicídio nunca teria acontecido desta forma se não fosse a atuação determinante da esposa de Edison Brittes. Segundo o inquérito policial, o jogador sofreu várias agressões e em seguida foi morto, sendo que o motivo teria sido o fato de Edison Brittes ter flagrado Daniel deitado com sua esposa.

Edison confessou o crime durante seu depoimento e alegou que Daniel tentou estuprar sua esposa, por isso teve esta reação.

Antes de ser assassinado, o jogador chegou a enviar algumas mensagens com fotos, onde aparecia deitado ao lado de Cristiana Brittes.

Ainda de acordo com o promotor, ela conhecida muito bem o caráter do marido, sabia que ele é um sujeito violento e quando viu Daniel sendo brutalmente agredido não fez nada para impedir, apenas disse para retirar o jogador de sua casa antes que terminassem com ele.

O que ainda falta esclarecer

Há vários pontos neste crime que ainda precisam ser esclarecidos pela Polícia, por exemplo, uma testemunha disse que percebeu a ausência de Daniel e foi procurá-lo e só depois ouviu gritos dele dentro da casa. Daniel disse que escutou a esposa gritando por socorro e por isso foi até o quarto, onde viu Daniel sobre ela.

Diferente do que disse em uma entrevista, Edison contou que se deparou com a porta trancada e gritos vindo lá de dentro, então deu a volta na casa e pulou a janela, sendo que Daniel estava de cueca e camiseta.

Cristiana disse em seu depoimento que acordou com o jogador sobre ela só de cueca. A polícia acredita que não houve tentativa de estupro e muito menos relações sexuais entre Cristiana e Daniel.

Edison disse que matou Daniel com uma faca que estava em seu carro, mas uma testemunha contou à polícia que ele pegou a faca na cozinha de sua casa. Três pessoas foram com Edison no carro até o local onde o corpo foi encontrado.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Enquanto um diz que todos desceram do veículo, outros alegam que só Edison e Eduardo saíram do carro.

Confira também

Seis pessoas morrem em queda de helicóptero, vítimas já foram identificadas

Suspeito de matar idosa de 106 anos no Maranhão diz que não se lembra de nada

Empresário mata esposa e filha a facadas e depois se suicida

Não perca a nossa página no Facebook!