Mais uma reviravolta no caso da morte de Daniel Corrêa aconteceu, após reveladas supostas mensagens trocadas entre a mãe de Daniel Corrêa, o jogador do São Paulo que estava emprestado para o São Bento, e Allana Brittes, filha de Edison Brittes Júnior, que também foi presa preventivamente por 30 dias. Na edição desta sexta-feira (2) do programa Brasil Urgente, da Band, o apresentador Datena revelou parte das conversas em reportagem que mostram que a jovem de 18 anos teria trocado mensagens de WhatsApp com a mãe de Daniel, dando a entender que não sabia do paradeiro do jogador de futebol.

Publicidade
Publicidade

As mensagens, que podem ser vistas a seguir, mostram uma Allana surpresa com a possibilidade do corpo no IML ser de Daniel.

A Polícia acabou desconfiando da versão contada pelos três integrantes da família, Cristiana (a mãe), Edison (o pai) e Allana (a filha), e pediu a prisão preventiva dos três. Após a prisão, já na delegacia, Juninho acabou confessando o crime e dando detalhes sobre a morte de Daniel. Em sua versão, Cristiana gritou por socorro e quando o agressor chegou no quarto e arrombou a porta, o jogador estava sobre sua esposa, apenas de cueca.

Allana Brittes, que está presa, trocou mensagens com a mãe da vítima
Allana Brittes, que está presa, trocou mensagens com a mãe da vítima

A situação teria o tirado da razão e o jogador acabou apanhando até desacordar. A seguir o atleta foi colocado no porta-malas de um veículo e levado até um matagal próximo, na cidade de São José dos Pinhais.

O assassinato com requintes de crueldade acabou acontecendo no local onde o corpo foi encontrado. Edison também disse que jogou a faca do crime no mesmo local.

Allana e mãe de Daniel teriam trocado mensagens após a morte

Segundo as mensagens que foram divulgadas na imprensa durante essa sexta-feira (2), Alanna estaria preocupada e supostamente dissimulou não saber sobre a morte de Daniel.

Publicidade

Nas mensagens a seguir, a mãe se mostra desesperada e Allana estaria tentando tranquilizá-la.

1) Allana diz à mãe, que Daniel já havia saído de sua casa

2) Allana diz que irá com seu pai ao IML para identificar um corpo que poderia ser de Daniel. Ela sugere não saber do crime.

3) Allana questiona quando será o velório para supostamente comparecer.

Allana foi presa preventivamente por 30 dias, passou por audiência de custódia e teve o pedido de liberdade negado pela juíza do caso, que não viu abuso da polícia no pedido.

Saiba tudo sobre o caso

Caso Daniel: suspeito preso diz que matou jogador após ele tentar estuprar sua esposa

Jogador ex-Botafogo e Cruzeiro, Daniel é encontrado morto no Paraná

Caso Daniel: depoimentos de suspeito do crime e testemunhas divergem

Leia tudo e assista ao vídeo