Um menino de apenas sete anos de idade fez um desenho que intrigou as pessoas que estavam em um evento público importante que aconteceu em Teresina, capital do Piauí. O desenho que foi feito pela criança, segundo a delegada Eugênia Villa Nogueira, é uma espécie de pedido de socorro e uma forma que o menino teria encontrar de fazer a denúncia da violência doméstica que tem percebido dentro de casa.

O evento era a 16ª edição do Teresina em Ação que aconteceu no último sábado (24) no bairro Mafrense, Zona Norte da capital.

Publicidade
Publicidade

O desenho que pode ser visto ao final do artigo mostra que a criança pintou um boneco de preto e vermelho, o que foi interpretado como os ferimentos da mãe provocados pelo pai. O menino chegou a se expressar confirmando a hipótese de que o desenho retrataria os ferimentos na mãe.

O menino estava no evento e em um estande da Secretaria de Segurança Pública do estado. Ao relatar o que estava desenhando, o menino pode ter ficado nervoso e acabou deixando o local correndo. O evento é uma parceria da TV Clube e da prefeitura da capital. A participação da SSP, também, foi a primeira dos 16 encontros já promovidos.

Delegada afirma que menino pediu por socorro, criança saiu correndo

A delegada que tomou conhecimento do caso, Eugênia Villa Nogueira, afirmou que o menino estava pedindo socorro e que aquela violência retratada no desenho é um 'Boletim de Ocorrência' retratando a violência que o menino tem presenciado dentre de sua própria casa. "Esta violência está refletindo na vida dele”, disse a autoridade policial.

A delegada ainda afirmou que ninguém conhecia o menino e que logo depois de fazer o desenho, ele saiu correndo, não sendo possível identificar onde morava.

Publicidade

De todo modo, a delegada reforçou a importância do evento e lembrou do aplicativo 'Salve Maria' que é utilizado para combater a violência doméstica contra as mulheres. Apesar de buscas no evento para tentar encontrar o menino, ele não foi mais visto.

Teresina em Ação

O Teresina em Ação uma parceria entre a prefeitura e empresas privadas, patrocinada pela TV local leva serviços na área de saúde, educação e uma vasta gama de serviços públicos para a comunidade.

Nesta 16ª edição, o aplicativo 'Salve Maria' foi apresentado a população. Trata-se de uma espécie de botão de pânico para mulheres agredidas.

O aplicativo foi desenvolvido pelo governo do Piauí para facilitar denúncias de casos de violência contra a mulher, registrou cerca de 200 downloads em cinco dias, índice considerado elevado pela Agência de Tecnologia da Informação (ATI), que elaborou o aplicativo.

Veja o desenho feito pela criança

Veja também

Idosa de 106 anos é assassinada a pauladas no Maranhão

Caso Daniel: investigação mostra que Edison Brittes pode ser parte de rede criminosa

Cristiane Machado, ex-atriz global, filma violência doméstica cometida pelo marido

Leia tudo