Um crime bárbaro no Triângulo Mineiro deixou muita gente em choque, pois um empresário de 39 anos matou a própria esposa e também a filha, se suicidando em seguida. A médica tinha 33 anos e a filha do casal tinha apenas 4 anos de idade. O fato se deu na cidade de Araguari, Minas Gerais, na madrugada deste último sábado (17).

O Corpo de Bombeiros informou que deveriam ser quase 4 horas da madrugada quando Thiago José de Aquino Marques estava no carro com a família, passando pela Avenida Marechal Rondon, que fica no centro de Araguari.

A avenida estava deserta, por isso ninguém viu quando ele bateu o carro no muro de duas casas.

Em seguida, ele teria esfaqueado a esposa, Mariana Barbosa Paranhos, deferindo vários golpes e depois a filha, que estava no banco de trás. Por fim, o empresário esfaqueou a si próprio. A mulher morreu no carro mesmo, enquanto o pai e a filha foram levados para a UPA - Unidade de Pronto Atendimento, mas morreram logo em seguida.

Polícia está investigando o caso

As investigações já começaram e espera-se que muitas dúvidas sejam esclarecidas nos próximos dias. A família morava na cidade de Uberlândia, que fica a 40 km de Araguari. A Santa Casa da cidade informou que Mariana era plantonista da ginecologia e também obstetrícia da unidade e começou a trabalhar lá no início deste ano, inclusive tinha dado plantão naquela madrugada.

Descobrir o que teria motivado o crime será o grande desafio para a Polícia, já que aparentemente o casal vivia bem, por isso será preciso ouvir familiares e pessoas próximas, para tentar descobrir alguma pista que possa esclarecer todas as dúvidas existentes hoje.

Se houver câmera de segurança no local onde o crime aconteceu, as imagens poderão ajudar a esclarecer o caso.

Algumas testemunhas já foram ouvidas e disseram que o sujeito tentou atropelar a esposa, só que ela pulou o moro de uma casa. O empresário foi atrás dela e quando a alcançou, desferiu 12 facadas na médica. Gritando muito, ele deu quatro facadas em si mesmo. A filha do casal estava no banco do carro, em uma cadeirinha e foi golpeada no tórax, a polícia acredita que a criança foi a primeira a ser esfaqueada.

Um rapaz que mora próximo ao local do crime, contou que a médica gritou por socorro diversas vezes. Moradores só ficaram sabendo que a menininha estava no carro quando a PM chegou e foi verificar o veículo.

Confira também

Mulher e criança mortas afogadas em Belo Horizonte estavam abraçadas e com terço nas mãos

Menina faz desenho em escola no RS para denunciar suposto abuso sexual do pai

Idoso é preso em Caçador (SC) ao sair de motel com adolescente

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!