No Mundo todo, 137 mulheres são assassinadas diariamente por seus próprios companheiros ou por algum ente da sua família. Foi o que apontou os dados da UNODC, sigla em inglês de Escritórios das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes. Os mesmos dados apontam que o lugar mais provável para uma Mulher morrer é dentro de seu próprio lar.

O Brasil registra uma morte violenta de mulher a cada duas horas. Em 2016 foram registrados no país 4.606 casos desse tipo de violência.

Publicidade
Publicidade

Em pesquisa feita pelo Instituto Patrícia Galvão sobre violência e assassinatos de mulheres, para 70% da população essas vítimas sofrem mais violência dentro de sua casa que fora dela.

Em estudos deste ano do Ministério Público de São Paulo, com levantamentos em 121 Comarcas do estado, a amostragem apontou que 66% dos casos de feminicídio ocorreram com essas mesmas características.

Os levantamentos feitos por essa pesquisa apontam que o problema é de conhecimento da maior parte dos brasileiros.

Publicidade

Entre as pessoas entrevistadas, de ambos os sexos e abrangendo todas as classes sociais, mostram que 54% já tiveram conhecimento de pelo menos uma mulher que sofreu com agressões de seu cônjuge. Outros 56% conhecem um homem agressor de sua parceira.

Brasil lidera casos de feminicídio em um único dia

Buscando entender a realidade desses números, no dia primeiro de outubro de 2018, a BBC 100 Women (uma série de reportagem que dá foco ao papel da mulher no século 21) e a BBC Monitoring (divisão que acompanha e analisa notícias da mídia do mundo inteiro) contabilizaram, juntas, os feminicídios informados no planeta inteiro, e noticiadas através de canais de televisão, rádios, sites, jornais e rede sociais.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Mulher Mundo

Nessa pesquisa, foram registrados, em âmbito midiático, 47 assassinatos de mulheres em um único dia em 21 países. O Brasil ficou em primeiro lugar nesse triste ranking, sendo 8 assassinatos contabilizados nesse dia. Em segundo lugar veio o México, e a terceira colocação ficou dividida entre a Colômbia, Índia, Paquistão, Reino Unido e Indonésia.

Em todo o mês de outubro a BBC News identificou 24 casos de mulheres que foram assassinadas dentro de casa, através de pesquisas em portais de notícias.

No início de novembro, mais 4 casos. Mas os números podem ser mais expressivos, porque nem todos os casos chegam à mídia.

Segundo a emissora, a partir dessa pesquisa, levantou-se que nesses 28 casos, as mulheres foram assassinadas dentro de seu lar, por companheiros ou ex-companheiros que confessaram o crime e foram presos, enquanto outros cometeram suicídios e, por fim, alguns fugiram e são apontados como suspeitos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo