Em entrevista ao portal UOL, João Amoêdo (Novo) assumiu ter dado seu votado de segundo turno ao candidato Jair Bolsonaro (PSL). Amoêdo foi o quinto candidato com mais votos válidos durante o primeiro turno a presidente. Mesmo sendo um novato, o partido mostrou bons números em seu primeiro pleito.

Com apenas três anos de existência, o Novo elegeu em 2018: um governador, oito deputados federais e onze deputados estaduais. Para Amoêdo, os oitos deputados federais eleitos pelo Novo estarão prontos para trabalhar com as pautas de um novo governo.

Porém, Amoêdo deixa claro que o partido manterá uma "postura independente".

O partido Novo é conhecido por defender pautas neoliberais. Amoêdo acredita que deve-se diminuir a interferência do Estado, dando mais liberdade à iniciativa privada.

Amoêdo se mostrou crítico à atuação de Bolsonaro como deputado federal, apontando não ver nenhuma contribuição do presidente eleito à pauta liberal enquanto era deputado.

A vinda de Paulo Guedes para compor a equipe Econômica do governo de Bolsonaro, sendo ele um economista liberal, responsável pela criação do plano econômico do presidente eleito, acabou por dar um reforço na confiança sobre o futuro governo, frente aos liberais, aponta Amoêdo.

O presidente do Partido Novo deixa claro que o partido estará em alerta a eventuais divergências entre Bolsonaro e Guedes.

Amoêdo: o que ele espera para 2019?

Questionado sobre a possibilidade de estar presente em algum cargo do governo Mineiro, que será comandado pelo governador eleito Zema (Novo), Amoêdo disse que seria uma coisa difícil de acontecer, e que, no máximo, atuaria como um conselheiro.

Esclarecendo o que pode ser esperado no futuro governo de Zema em Minas Gerais, Amoêdo fala que a prioridade do governo será a renegociação da dívida do Estado com o governo federal. Para Amoêdo, é de extrema importância um equilíbrio das contas públicas, apontando para cortes de gastos, dando apenas prioridade ao que é essencial à população, como Educação, Saúde e Segurança.

Amoêdo também falou sobre a atuação dos deputados eleitos pelo Novo.

Ele garantiu que todos vão trabalhar de forma íntegra. Para ele, existe uma grande importância que os deputados do Novo sigam os princípios e valores do partido.

Quando questionado sobre seu voto de segundo turno, o representante do Novo fala que seu voto foi contra o PT, mesmo não simpatizando com as pautas de Bolsonaro. Para Amoedo, "a outra opção, que era o PT, era muito ruim".

A pauta econômica do novo governo será uma das prioridades para o Novo. Amoêdo defende uma simplificação tributária e a reforma da previdência. Por fim, o presidente do partido defende um governo que traga maiores facilidades para se empreender no país.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página PT
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!