A Polícia Militar prendeu nesta segunda-feira (26) Geison Vieira Cordeiro, de 18 anos, suspeito de matar duas jovens a tiros no último final de semana. Os corpos das duas vítimas, de 19 e 17 anos e que eram irmãs, foram encontrados em uma estrada de São Roque, próximo da divisa com Ibiúna, no interior de São Paulo. O suspeito, que havia tido um relacionamento com a mais velha das irmãs, foi detido no sítio onde trabalha, no Bairro Vieirinha, em Ibiúna.

Ao ser detido, o homem não apresentou resistência e ainda indicou o local onde havia escondido o revólver calibre 38 que teria usado para matar as vítimas.

A arma estava junto com uma outra guardada em uma mochila, que estava escondida em um matagal. A polícia chegou até ao acusado após fazer investigações que ligaram seu nome ao crime.

Em depoimento prestado na delegacia, o acusado disse que há três meses havia terminado o relacionamento com Maria Dayane Vieira dos Santos, com quem teve um filho, atualmente com três anos e que está com parentes da vítima. Ele disse ainda que não aceitava o fim do relacionamento com a jovem. Durante o depoimento, ele teve sua prisão em flagrante convertida para preventiva e foi encaminhado para a cadeia de São Roque.

O crime

Segundo a polícia, o rapaz descobriu que a ex-companheira estava se relacionamento com outro homem e a abordou na Estrada dos Pintos, querendo satisfações sobre esse homem com quem ela estava saindo. Como ela se recusou a dizer o nome da pessoa com quem estava se relacionando, teve início uma discussão e a irmã Mônica Vieira dos Santos, tentou defende-la e foi baleada. No depoimento dado à polícia, o acusado falou que agiu em legítima defesa após ser atacado por Mônica e depois atirou em Maria porque ela também havia partido para cima dele.

Ao todo, Geison teria efetuado seis disparos nas vítimas. Em seguida, ele teria fugido do local e jogado a arma em um matagal.

A polícia chegou ao local onde as duas irmãs foram mortas após receber uma denúncia anônima, relatando que ocorreram tiros na região. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram as duas garotas já mortas e sem documentos. Também havia um projétil de calibre 38. Perto do local havia uma festa e a polícia chegou a fazer buscas no local, mas nada de irregular foi achado.

O sepultamento das irmãs aconteceu na manhã desta terça-feira (27), no cemitério Cambará, em São Roque. O acusado, que até então não tinha passagem pela polícia, ficará preso até seu julgamento.

Não perca a nossa página no Facebook!