A morte da turista catarinense Fabiane Fernandes, de 30 anos de idade, tornou-se um dos assuntos mais comentados dos últimos dias. Intrigando milhões de pessoas ao redor do Brasil, o caso segue sendo investigado por agentes da Polícia Civil de Arraial do Cabo, local onde o crime ocorreu.

Jovem, e nutrindo um amor incondicional pela natureza, Fabiane, que é natural de Florianópolis, capital de Santa Catarina, foi encontrada morta em uma trilha da cidade pertencente a Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Homem visto em trilha onde Fabiana foi encontrada morta é ouvido pela Polícia Civil

Agentes da Polícia Civil do município de Arraial do Cabo, ouviram na tarde desta última quinta-feira (22), o depoimento de um homem que estava acampando nas proximidades da trilha da Prainha, local onde a turista Fabiane Fernandes foi encontrada morta no dia 21.

O suspeito, que foi visto durante o trabalho de buscas do Corpo de Bombeiros na última segunda (19), na trilha, estava acompanhado de um outro indivíduo, com quem acampava na trilha onde Fabiane passou.

Tendo sua presença notada pelos agentes envolvidos na busca pela turista, nesta última quinta-feira (22), o mesmo homem foi visto no Morro do Pontal do Atalaia, e assim abordado e encaminhado até a Delegacia da Polícia Civil de Arraial do Cabo, a fim de prestar esclarecimentos detalhados do que aconteceu enquanto acampava na trilha da Prainha.

Após depoimento homem é liberado pela Polícia Civil

Ouvido pelo delegado da Polícia Civil de Arraial do Cabo, Renato Mariano, o homem que não teve sua identidade revelada, prestou depoimento e em seguida foi liberado.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

A liberação do até então suspeito se deu por falta de provas que pudessem incriminá-lo e ligá-lo a cena do crime. O delegado, Renato Mariano afirmou ainda que uma outra pessoa estava acompanhando o homem que foi ouvido pelos agentes civis, mas que até o momento o mesmo não fora localizado para ser ouvido.

Entenda o caso

Desaparecida desde a manhã do último domingo (18), quando resolveu fazer uma trilha em um local de mata da cidade litorânea, o corpo de Fabiane foi encontrada por cães farejadores da polícia que efetuavam a busca pela mesma na trilha da Prainha.

A turista catarinense estava passando o feriado e o final de semana na cidade turística de Arraial do Cabo juntamente com um colega e decidiu sair na manhã de domingo (18) para fazer uma trilha. Ao perceber que Fabiane não retornou ao local onde estavam hospedados, ele acionou o Corpo de Bombeiros para comunicar o desaparecimento.

Solteira, Fabiane residia com a mãe e o filho de oito anos em Florianópolis e atuava como administradora de uma pousada. Parte de sua rotina diária consistia em cuidar do filho e da mãe, esta acamada por conta de um derrame.

Encontrada despida e com um acúmulo de sangue na região da cabeça, exames realizados no corpo da vítima revelaram que a mesma teve os ossos da face quebrados e morreu por conta de um quadro de traumatismo cranioencefálico.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo