Um vídeo que tem circulado nas redes sociais mostra uma cena que chocou quem assistiu às imagens. Um menino passou por uma situação que pode ser qualificada como maus-tratos e por quem deveria cuidar da criança. As cenas foram gravadas por um outro aluno que estava dentro do ônibus e mostra uma criança sendo abandonada ao longo de uma rodovia no Pará. Para deixar ainda mais chocante, ao final do vídeo, o menino ainda corre atrás do ônibus escolar tentando alcançá-lo, sem sucesso. O vídeo em questão pode ser visto ao final do artigo.

As cenas foram gravadas em um ônibus escolar no município de Tucuruí, região Sudeste do Pará. O menino que foi abandonado na estrada tem apenas 11 anos e é colocado para fora pela própria monitora das crianças. A mulher parece se revoltar com a bagunça dos alunos e pediu que o motorista parasse o veículo para que o menino fosse 'abandonado'.

Menino é abandonado a 20 quilômetros de sua casa pelo ônibus escolar

Ao ser exigida a saída do menino, o vídeo mostra que ele ainda implora para não ser abandonado.

Ele pede: 'não tia, por favor tia', diz o menino, que não teve sua súplica atendida. Na sequência a monitora ainda se volta para os meninos e faz uma ameaça: "é bom pra vocês 'aprender' que a partir de amanhã, eu não 'vou' tá gritando. Eu vou mandar parar e 'botá' pra descer", diz a mulher.

Algumas crianças que são vistas no vídeo não conseguem entender a gravidade das cenas e riem do cenário. Já quem gravava, manteve o celular ativo registrando as imagens até o final. A avó do menino chegou a dar entrevista ao SBT, reportagem que foi ao ar no Fofocalizando desta segunda-feira (26) e revelou que, por sorte, o menino chegou sem nenhum ferimento e bem em casa.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

A Secretaria de Educação de Tucuruí informou que o transporte escolar é feito por uma empresa contratada pela prefeitura, e que não concorda com a atitude da monitora. A Secretaria pediu o afastamento dos envolvidos, inclusive do motorista do ônibus. A empresa prestadora do serviço demitiu os dois funcionários.

O Conselho Tutelar também disse que acionou Ministério Público Estadual com o intuito de responsabilizar criminalmente os dois envolvidos por abandono de incapaz, maus-tratos e exposição da criança a uma situação constrangedora.

Assista ao vídeo na íntegra que foi disponibilizado nas redes sociais. O vídeo tem cerca de 50 segundos.

Veja também

Polícia prende sobrinho-neto de idosa de 106 morta a pauladas, homem confessou o crime

Criança faz desenho para denunciar possíveis agressões do pai contra a mãe e depois foge

Caso Daniel: investigação mostra que Edison Brittes pode ser parte de rede criminosa

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo