Foram divulgadas imagens que mostram o jogador Daniel Corrêa Freitas, 24 anos, na casa do suspeito, horas antes de ser morto. Na gravação, ele comemorava junto com a família.

A festa começou na sexta-feira (26), em uma casa noturna da capital paranaense. Em seguida, estendeu-se para a casa do empresário, que fica na cidade de São José dos Pinhais.

Segue o vídeo:

Conforme informações da Polícia, Daniel foi espancado em um dos quartos pelo suspeito e outros homens.

Publicidade
Publicidade

Testemunhas chegaram a dizer que ele estava cambaleando, não aguentava ficar em pé. Dentes teriam sido quebrados. Ele foi levado para um matagal e teria sido morto no local, com facadas no pescoço. Seu órgão genital foi arrancado, o que supostamente chamou a atenção da polícia para um crime passional.

Edson Brittes disse em depoimento ao delegado que estava com o emocional descontrolado, porque, segundo ele, Daniel queria estuprar sua esposa. Tanto o empresário, quanto a esposa e a filha estão presos temporariamente para que nada atrapalhe as investigações.

Depoimentos

A família do empresário concedeu depoimento nesta segunda-feira (5). Segundo o advogado da família do empresário, Claudio Dalledone, Cristiana Brittes falou que estava cansada da festa e acabou dormindo na cama. De repente, ela teria sido surpreendida com Daniel em cima dela tentando estuprá-la.

Já segundo o advogado da família do jogador Daniel, Nilton Ribeiro, não houve estupro por parte do rapaz e nem mesmo tentativa.

Gravação feita pelo suspeito

O suspeito Edison Brittes Júnior chegou a ligar para um amigo do jogador logo após a polícia começar a ouvir as primeiras testemunhas.

Publicidade

No telefone, ele demonstra tristeza com a morte do atleta e chega a dizer que fará de tudo para ajudá-los. O empresário chegou a dizer que a vítima saiu sozinha da casa dele e ninguém sabe o que aconteceu.

Edison ainda cita que a família dele está muito abalada com tudo isso. "Minha filhinha, aqui, está no desespero também", declara o suspeito na ligação. No telefone, Edison também falou do suposto carinho que sente por Daniel, já que veio de longe para curtir o aniversário de sua filha.

Daniel Corrêa Freitas foi vítima de uma morte violenta e brutal. Segundo testemunhas, ele implorava para não morrer, enquanto homens batiam nele e pisavam em sua cabeça. A família dele está muito abalada. As investigações seguem e a polícia tenta entender algumas divergências que há entre os depoimentos das testemunhas com o do suspeito.

Leia tudo