Um ataque à Catedral de Capinas, cidade localizada no interior de São Paulo, que aconteceu no início desta tarde de terça-feira (11), deixou 4 mortos, entre eles o atirador que, teria cometido suicídio depois de fazer vários disparos. De acordo com as primeiras informações do portal de notícias online, G1 e da Globo News, os socorristas que estão no local dão conta de 4 feridos.

Atirador entra em igreja e provoca massacre em Campinas

A Catedral Metropolitana de Campinas fica localizada no centro da cidade, que está a aproximadamente 84 km da capital paulista.

No momento do ataque, muitas pessoas estavam participando de uma missa, quando o homem, que ainda não foi identificado, entrou armado e atirando.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o atirador entrou na igreja com uma pistola e um revólver 38 e cometeu suicídio diante do altar da catedral, após disparar contra várias pessoas.

Os feridos receberam os primeiros socorros na porta da igreja e foram levados para os hospitais da região. Em entrevista a Globo News, uma testemunha disse que a missa ocorria normalmente e que ela teria saído da igreja pouco antes do atirador cometer o massacre.

Motivação do ataque

As investigações estão em andamento, mas ainda não se sabe qual seria a motivação do crime, o homem não teria falado nada e começado a atirar até tirar a própria vida.

Socorro às vítimas

O Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foi acionado por volta das 13h20. Entre os feridos estão uma idosa de 65 anos e outra mulher de 40 anos. Elas foram encaminhadas a hospitais da região.

A população da cidade está perplexa diante deste ataque, centenas de pessoas estão aglomeradas em frente à catedral, de acordo com o Guarda Municipal Alexandre Morais Rangel, que concedeu uma entrevista ao vivo a Globo News, os corpos das vítimas fatais continuam dentro da igreja aguardando a chegada da perícia.

Ainda segundo Rangel, as vítimas estavam rezando, a maioria idosos, alguns com o terço na mão e que ele considera a cena desesperadora, os mortos foram atingidos na cabeça.

O GCM também informou que neste momento ainda não é possível identificar as vítimas. O entorno da catedral está totalmente isolado, não há informações precisas sobre o estado de saúde dos feridos. A polícia e a perícia continuam realizando o trabalho de identificação e sobre a dinâmica do crime.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!