Nesta quarta-feira (5), um rapaz suspeito de assalto a uma joalheria em Valença, pequena cidade a 160 quilômetros do Rio de Janeiro, foi baleado por um policial após fazer uma idosa de 83 anos como refém. Um vídeo registrou toda a ação da Polícia, que terminou com o suspeito morto e a refém libertada sem ferimentos, e também os aplausos de populares, que aprovaram a ação. Nas redes sociais, a repercussão também foi positiva e até o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), elogiou a ação da PM.

“Parabéns aos Policiais (...) que salvaram a senhora de 83 anos feita refém por um bandido covarde”, escreveu o presidente eleito.

“Belo trabalho! A vida do cidadão de bem sempre deve ser prioridade!”, completou Bolsonaro, que ainda lembrou que a refém ficou cerca de dez minutos sob a mira de um revólver.

O deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro também usou as redes sociais para parabenizar o trabalho do policial. “Aplausos para esse policial. Merece uma medalha”, escreveu um dos filhos do presidente eleito. Ele chamou ainda atenção para o fato de que a qualquer momento ele poderia matar a refém ou o policial.

Relembre o caso

Na manhã desta quarta-feira (5), um homem armado invadiu uma joalheira no centro da cidade de Valença e fez funcionários reféns. Enquanto guardava o produto do roubo em uma mochila, a dona conseguiu escapar e chamou a polícia. Uma viatura que passava pela rua encontrou o suspeito fugindo em direção ao mercado municipal e o abordou. Na tentativa de escapar, ele fez uma idosa que passava pela rua como refém.

Apesar dos pedidos para que soltasse a mulher, o homem seguiu apontando a arma para sua cabeça enquanto que um policial, de arma em punho, ordenava que ela fosse solta. Eles caminham lentamente até que a refém tropeça em um paralelepípedo e cai. Aproveitando o momento de distração do rapaz, o policial abre fogo contra suspeito, que morreu na hora.

A refém não sofreu ferimentos, mas por conta da tensão precisou de atendimento médico.

Pessoas que acompanharam todo o drama da refém correm para ajudá-la e comemoram a ação da polícia. Os objetos roubados foram recuperados e o revolver usado na tentativa de assalto apreendido.

O homem morto pelo policial foi identificado como Cristiano Pereira Fabiano, vulto CR. Ele tinha 24 anos e morava no bairro Nova Conquista, em Itatiaia. De acordo com a polícia, ele já teria tentado roubar o carro de um policial e matar outro PM.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!