A jovem Tainá Queiroz, de apenas 18 anos, que envolveu o Brasil em um caso controverso de sumiço que foi apontado como possível sequestro, enviou um vídeo à reportagem do G1 nesta sexta (7) e deu sua versão sobre o que aconteceu após seu sumiço. Em um vídeo de cerca de um minuto, a jovem diz que está bem e feliz e expõe erros de seu ex-marido, a quem acusa de traição e de agressão. O vídeo também já havia sido exibido anteriormente na RecordTV, que deu ampla cobertura ao caso Tainá.

Publicidade
Publicidade

Tainá estava desaparecida desde o último dia 3 de novembro e sua falta foi "reclamada" por Raul Kennedy, o marido, que denunciou seu antigo patrão, Luis Fernando Lourenço, de um suposto rapto da filha de apenas 8 meses e da esposa. O caso foi coberto quase que diariamente por Luiz Bacci na RecordTV e depois de quase um mês de desaparecida a mulher foi encontrada. No último sábado (1º), Luis, que estava foragido foi preso por estelionato e a jovem também foi achada.

Publicidade

Por outro lado, o Conselho Tutelar também tomou uma decisão sobre a criança. Ela ficou aos cuidados do órgão, pois a mãe e Luís também estão sendo investigados por subtração de incapaz. Diante do cenário, o advogado de Raul entrou com um pedido de guarda da filha, mas o pedido liminar foi negado.

Vídeo de Tainá expõe supostas traições e agressões de Raul

O G1 não obteve informações de quando o vídeo foi gravado, mas durante o minuto que Tainá fala, ela isenta Fernando de tudo que tem sido dito sobre ele (principalmente que ele teria sequestrado-a) e ainda acusa o marido Raul de abandonar a filha Sofia e ela mesma em casa, sem leite e fraldas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Curiosidades

Também disse que o rapaz lhe traiu e ainda jurou pela filha que não o tinha feito. Por fim questionou o homem sobre as agressões: "e as vezes que você me bateu?", questionou Tainá no vídeo, direcionado a Raul. Por outro lado, não há boletim de ocorrência registrado contra Raul por violência doméstica.

O delegado da DIG (Delegacia e Investigações Gerais de São Paulo), Acácio Leite, disse que só será possível saber o que realmente aconteceu com Tainá após o regresso da jovem a São Paulo. De todo modo, o delegado agora não acredita em cárcere privado ou sequestro.

Veja o vídeo enviado pela jovem

Prisão de Luis

A Secretaria de Segurança do Maranhão confirmou que Luis Fernando foi preso no último sábado (1º) em São Luís, quando comprava comida em um estabelecimento perto da Praia do Calhau. Após a prisão, o paradeiro de Taína e Sofia foi descoberto.

Por outro lado, Luis acabou sendo enviado para o presídio de Pedrinhas, que é um dos mais perigosos do país.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo