Foi presa na madrugada deste sábado (8), em Mairinque, região metropolitana de Sorocaba, no interior de São Paulo, uma mulher de 35 anos, acusada de matar o marido com um golpe de faca de cozinha. O crime aconteceu na residência que o casal morava, situada em um condomínio, na rodovia Castello Branco. Tanto da identidade da mulher, quanto a do homem morto não foram reveladas pela Polícia. O caso foi registrado na delegacia de Mairinque.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações passadas pela Polícia Militar, por volta das 0h15 o casal se desentendeu por conta de ciúmes e o homem, de 36 anos, acabou sendo atingido no peito pelo golpe feito com a arma branca. Socorrida pelo cunhado, a vítima foi levada para um hospital de Araçariguama, onde não resistiu ao ferimento e morreu. O corpo do homem foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

A mulher disse para os policiais que era agredida pelo marido e que pegou a faca para se defender quando estava sendo agredida.

Publicidade

Durante a manhã, ela passou pela manhã por audiência de custódia e sua prisão, inicialmente em flagrante, foi convertida para preventiva. A acusada foi encaminhada para a cadeia feminina de Votorantim. Já a faca usada para cometer o homicídio foi apreendida.

Justiça quer prisão de jovem que foi libertado pela Lei Eleitoral

Também na região de Sorocaba, uma briga de casal que resultou na morte de um deles, desta vez a mulher, a facada ganhou novos capítulos nesta semana, quando a Justiça decretou a prisão do rapaz de 28 anos, acusado de assassinar a namorada, de 17.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

O crime ocorreu em 27 de outubro – véspera do segundo tuno das eleições -, e o rapaz chegou a se apresentar dias depois na delegacia, confessou o crime, mas foi liberado por conta da lei eleitoral.

De acordo com informações da polícia, Jackson Silva dos Santos havia ido buscar a namorada, Geovanna Crislaine Soares da Silva, no local onde ela trabalhava. No caminho, eles tiveram uma discussão por conta de ciúmes e o rapaz passou a agredi-la e esfaqueá-la.

Um homem que passava pelo local chegou a intervir, pedindo com ele parasse. Então o rapaz fugiu do local e só depois soube da morte da garota, que chegou a ser socorrida por uma equipe do SAMU, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Na época, em entrevista concedida ao portal G1, uma tia da vítima disse que a jovem sofria com o ciúme excessivo do rapaz. Ela foi sepultada no dia seguinte, no cemitério São João Batista, na cidade de Votorantim.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo