O professor de Artes identificado como Washington, trabalhava na Escola Municipal Vila Fazendinha em Belo Horizonte, quando teria abusado de um dos alunos de apenas nove anos de idade. O professor, que teria confessado o crime, justificou sua ação alegando que se sentia triste por ter terminado o namoro no mesmo dia em que cometeu o abuso contra a criança.

Washington confessou o crime

De acordo com o site Extra, embasado em informações da Polícia Militar, Washington estava sendo procurado desde o último dia 30, quando a denúncia havia sido feita.

Publicidade
Publicidade

O professor acabou sendo abordado no centro da cidade de Belo Horizonte e encaminhado à delegacia, onde acabou confessando o crime.

Segundo o autor do abuso, o crime teria ocorrido ao final de uma das aulas, quando o próprio teria levado o aluno para o interior do colégio e praticado o ato sexual. Ainda segundo relatou aos PMs, Washington teria feito uso de drogas no mesmo dia em que teria abusado do menino.

Após confirmar a violência contra a criança, o professor tentou se justificar dizendo que estaria triste com o fim de um namoro e por isso teria praticado a ação.

Publicidade

Após a ação criminosa, o professor de Artes ainda teria fugido do local.

Ainda conforme informou o site Extra, Washington, chegou a passar algumas noites nas ruas de BH para tentar se esconder da polícia. Em seguida, o professor teria ido para casa de um conhecido, onde teria permanecido até a última quarta-feira (6), data em que acabou sendo detido pela polícia.

Professor foi demitido e aluno recebeu assistência social

Logo após o abuso cometido pelo professor, o menino acabou sendo levado ao Hospital Odilon Behrens, onde permaneceu internado e em seguida teria sido encaminhado para receber o auxílio da assistência social: "A criança também já está recebendo acompanhamento de órgãos especializados em defesa da criança e do adolescente vítimas de violações", relatou em nota, a Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Washington foi demitido com 'tolerância zero', conforme a nota ainda informou, acrescentando que todas as providências seriam tomadas em relação ao caso considerado como gravidade extrema pelo órgão de educação.

O prefeito da cidade, Alexandre Kalil (PHS), também se manifestou a respeito do caso, como contou o G1 e alegou que Washington não seria professor da tal escola, que estaria apenas contratado e reforçou a prisão e a demissão do homem.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo