Daniel Borges Doutel Ferreira, de apenas 17 anos, foi baleado quando passava de carro com o pai pela BR-101, na altura de São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro. Isso aconteceu por volta das 7h do último sábado (12), na altura do bairro Jardim Catarina. Daniel acompanhava o pai para a Região dos Lagos quando os bandidos alvejaram o carro com tiros.

Os tiros atingiram o adolescente no pescoço, no braço e no olho esquerdo. Ele foi socorrido pelo próprio pai, o médico Jorge Victor Doutel, que levou o jovem a um pronto socorro em São Gonçalo, e, logo depois, ao Centro de Traumas do Hospital Estadual Alberto Torres.

Publicidade

"Eles já vieram com o objetivo de destruir e matar. Eles apontaram as armas e atiraram. Eu vi o meu filho ser baleado na minha frente. Ele ia morrer. Ele começou a sangrar violentamente", relatou o médico.

Era só um passeio

O médico Jorge Victor e o filho, Daniel, saíram por volta de 5h30 do Jacarepaguá, onde os dois moram com o resto da família, para ir num passeio na praia da Região dos Lagos.

Conta Jorge Victor que quando chegaram na altura de Noves, logo após a Ponte, ele estava a 90 km/h, e que vários bandidos, rapidamente, cercaram o carro onde estavam.

O médico informa que o número girava em torno de 20 bandidos. Eles estavam em grande número, dentro dos carros e estavam fortemente armados com fuzil, sem nenhuma exceção. Um dos carros parou na frente do carro de Jorge, dois carros na esquerda e um outro atrás. Daniel estava no banco do carona quando, segundo Doutel, os bandidos começaram a dar coronhada nos vidros do carro, porém, o vidro não quebrou. Cada vez as pancadas eram mais fortes, o médico dizia que só ouvia o filho dizer para não abrir.

Publicidade

Jorge conta que continuou orando e clamando, quando, logo em seguida, saíram, mas ele não ouviu os tiros que atingiram Daniel. Relatou ainda que, quando olhou para o lado, viu o filho com uma lesão séria no olho esquerdo.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado do RJ, o estado de saúde do rapaz baleado ainda é grave, mas, mesmo assim, ele está consciente. A PM informou que segundo informações do 7ª BPM, na manhã do último sábado, foram acionados policiais para ir até o Posto de Saúde de São Gonçalo, logo após o rapaz baleado ter sido trazido e socorrido para essa unidade de saúde.

A ocorrência foi registrada na 73ª DP da região das Neves.